Mulher de Kobe Bryant processa empresa responsável pelo helicóptero

Alega "imprudência" do piloto e da própria empresa

Vanessa Bryant, mulher de Kobe Bryant, vai processar a empresa proprietária do helicóptero onde o seu marido e a filha Gianna Maria perderam a vida, na sequência de um acidente ocorrido no dia 26 de janeiro. Segunda a TMZ, a viúva do antigo craque dos LA Lakers alega que a aeronave nunca devia ter voado devido à falta de visibilidade.

O processo diz que a empresa Island Express não devia ter levantado voo devido às condições atmosféricas adversas: o nevoeiro era baixo e denso e o piloto, como foi ouvido nas conversas anteriores ao acidente, não tinha a visibilidade necessária. Mesmo com todas as condicionantes, a aeronave seguia a mais de 300 quilómetros por hora.

O processo afirma ainda que o piloto, Ara George Zobayan, já tinha violado os regulamentos de visibilidade em 2015 e que o dispositivo não tinha um sistema de alarme recomendado - mas não obrigatório -, que alerta os pilotos em terrenos montanhosos e com mau tempo.

Escudada na "imprudência" do piloto e da própria Island Express, Vanessa Bryant pede uma indemnização avultada.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de NBA

Notícias

Notícias Mais Vistas