A brutal ideia de ciclista espanhol: juntar as três grandes voltas numa só

Iván García Cortina lançou a possibilidade que está a deixar os adeptos do ciclismo 'loucos'

• Foto: EPA

E se a situação em torno do coronavírus, com o mais que provável cancelamento das provas dos próximos meses, incluíndo Giro e Tour, acabasse por resultar em algo bom (muito bom, até!) no Mundo do ciclismo? Tudo não passa de uma simples proposta lançada para o ar, mas a verdade é que a julgar pela reação geral... seria um sucesso garantido.

A ideia foi 'atirada' no Twitter por Iván García Cortina, ciclista da Bahrain–McLaren. "Já imaginaram se o Giro, Tour e Vuelta chegassem a acordo e fizessem uma grande volta que comece em Itália, passe por França e termine em Espanha? Voto a favor!", escreveu o ciclista da Bahrain, provocando de imediato reações de aprovação por parte de aficionados e também de outros ciclistas.

No meio disto tudo houve até várias propostas para o formato da prova, como um seguidor que lançou como ideia esta mega volta ter 30 etapas, 4 dias de descanso, 7 corredores por equipa com a possibilidade de haver três substituições ao longo da prova...

Lembre-se que o Giro de Itália foi já adiado (estava marcado para o período entre 9 e 31 de maio) e o Tour de França (marcado entre 27 de junho e 19 de julho) corre o sério risco de seguir pelo mesmo caminho. No meio disto tudo a Vuelta acaba por estar algo salvaguardada, já que decorre entre 14 de agosto e 6 de setembro, mas tudo dependerá da forma como a situação em torno do coronavírus evoluir.

Por Fábio Lima
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Ciclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0