Ciclistas da Lotto cortam nos salários para ninguém ser despedido

Solidariedade em tempos de crise e pandemia

Atitudes como as que tiveram os ciclistas da Lotto-Soudal caem sempre bem em tempos de crise e pandemia. Os 27 corredores que compõem o plantel desta equipa belga do World Tour decidiram por unanimidade reduzir os ordenados em "solidariedade para com todos os empregados e patrocinadores", numa altura em que a temporada velocipédica encontra-se suspensa.

"Esta decisão foi tomada sem discussão e por unanimidade", revelou a equipa em comunicado. "Circunstâncias especiais requerem medidas especiais", frisou ainda o plantel.

A equipa belga informou que 25 pessoas, na sua maioria pessoas de apoio, como mecânicos, motoristas e massagistas, estão temporariamente desempregados, e a sua reintegração depende também das ajudas que o governo belga dará até que as competições retomem.

A Lotto Soudal refere ainda que "em menos de um mês, mais de um milhão de pessoas estão desempregadas na Bélgica até que a situação volte à normalidade".

Por Ana Paula Marques
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Ciclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.