Fausto Masnada troca CCC pela Deceuninck-QuickStep

Vai estrear a nova camisola nos Nacionais italianos já este domingo

• Foto: Instagram Fausto Masnada
O italiano Fausto Masnada deixou esta quarta-feira a CCC para assinar pela Deceuninck-QuickStep, ficando desde já disponível para representar os belgas, anunciaram as duas formações.

Masnada, de 26 anos, correu o Critério do Dauphiné pela equipa polaca na última semana e agora muda-se para a formação belga, que ganha um reforço para os próximos meses de competição.

A transferência é rara, pelo momento, no ciclismo ao mais alto nível, com raras exceções à regra de as mudanças de equipas se darem no início de cada ano civil, juntando-se a trocas como a do australiano Rohan Dennis para a BMC, mesmo antes da Volta a Espanha de 2014.

"Estou muito feliz por me juntar a uma equipa deste calibre, uma das maiores do mundo. Quero evoluir e continuar a crescer como corredor. [...] Juntar-me a uma nova equipa não é fácil, tenho de encontrar o meu lugar, mas não será um problema, porque toda a gente me recebeu de forma calorosa", referiu Masnada, citado em comunicado.

O vencedor de uma etapa da Volta a Itália de 2019, prova que deve voltar a atacar este ano, vai estrear a nova camisola nos Nacionais italianos, no domingo, depois de ter convencido o chefe da Deceuninck-QuickStep, Patrick Lefevere, pelo seu "estilo agressivo de correr".

"Estávamos, também, à procura de corredores para reforçar a equipa, depois da má sorte que temos tido nas últimas semanas, e decidimos que o Fausto seria perfeito", reforçou.

A equipa belga perdeu um dos seus grandes nomes, o belga Remco Evenepoel, depois de o jovem de 20 anos, desportista do ano na Bélgica em 2019, ter fraturado a pélvis numa queda violenta na Volta à Lombardia, tendo já assumido que não deve voltar a correr este ano.

Do lado da CCC, o italiano é mais um na debandada da equipa, depois de saídas anunciadas para 2021 de Greg van Avermaet e Michael Schär, para a AG2R, e de Patrick Bevin, para a Israel Start-Up Nation.

"Sem um patrocinador principal assegurado para 2021, corredores sob contrato têm a liberdade de explorar outras opções para a próxima temporada", pode ler-se numa nota da equipa polaca.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Ciclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas