Ricardo Mestre lidera Grande Prémio JN

Após contrarrelógio de equipas em Matosinhos

• Foto: Filipe Farinha

Ricardo Mestre (W52/FC Porto) é o novo líder do Grande Prémio de ciclismo JN, 'herdando' a camisola amarela do companheiro de equipa Rafael Reis, no final da terceira etapa disputada esta sexta-feira.

O corredor algarvio beneficiou da vitória da sua formação no contrarrelógio por equipas, esta tarde, em Matosinhos, no segundo sector da etapa, já depois de Vicente de Mateos (Aviludo/Louletano) ter passado pela liderança, após o triunfo, de manhã, no primeiro sector da etapa, em Vila Nova de Gaia.

Num dia em que a classificação geral sofreu modificações substanciais, Ricardo Mestre passa a liderar a corrida com 23 segundos de vantagem para Alejandro Marque (Sporting/Tavira) e 30 para Fabrício Ferrari (EFAPEL), que completam, respetivamente, o pódio.

As emoções da tirada até começaram com um percurso de 70 quilómetros, com partida e chegada em Vila Nova de Gaia, marcado por uma fuga protagonizada, ao quilómetro 20, por oito homens: Ricardo Mestre (W52-FC Porto), Vicente García de Mateos (Aviludo-Louletano), Daniel Silva (Rádio Popular-Boavista), Fabricio Ferrari (Efapel), Alejandro Marque (Sporting-Tavira), Raúl Rico e Filipe Cardoso (Vito-Feirense-PNB) e Rafael Lourenço (UD Oliveirense-InOutBuild).

Sem reação do pelotão, os fugitivos 'cavaram' uma vantagem e 3.20 minutos, que, apesar de ainda ter sido encurtada para quase metade, por ação da EFAPEL, não foi suficiente para que fossem os oito corredores a discutirem o triunfo numa reta da meta em subida.

Aí, a experiência de Vicente de Mateos suplantou a juventude de Rafael Lourenço, que, apesar de ter liderado o ataque, acabou por festejar demasiado cedo uma possível vitória, sendo ultrapassado, já em cima da linha de meta, pelo espanhol, que venceu a tirada por centímetros.

De Mateos vestiu, temporariamente, a camisola amarela, mas, no sector da tarde, num contrarrelógio por equipas, em Matosinhos, com 9,6 quilómetros, a equipa da W52/FC Porto acabou por ser mais forte, batendo toda a concorrência.

A 55 segundos dos 'dragões' neste exercício ficou a Aviludo/Louletano, forçando Vicente De Mateos a despir a amarela a integrá-la a Ricardo Mestre, que agora lidera com uma vantagem interessante em relação Alejandro Marque (Sporting/Tavira) e Fabrício Ferrari (EFAPEL).

Este sábado cumpre-se a quarta etapa, com um percurso de 130 quilómetros, com partida e chegada em Valongo.

O GP JN vai até 10 junho percorrer as estradas do norte do país, altura em que se saberá o sucessor de António Carvalho, vencedor da edição de 2018.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ciclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.