MMA: Celebração tramou Yoel Romero

"soldado de Deus" foi suspenso por 60 dias

Balde de água fria para Yoel Romero, um dos grandes vencedores da longa noite do UFC 205. É certo que o gigante bateu Chris Weidman de forma imaculada, mas na hora da celebração excedeu-se e agora fica impedido de competir até 12 de janeiro de 2017.

No mítico Madison Square Garden, o gigante também conhecido como Soldado de Deus bateu o adversário com uma joelhada violenta na cabeça. KO imediato, 50 mil dólares na conta e a possibilidade de enfrentar Michael Bisping. Contudo, algo falhou...

Logo que o juiz do combate determinou o KO Yoel saiu e fez a sua habitual marcha de soldado à volta do octógono. Depois de alguns segundos regressou para ouvir os ditames de Bruce Buffer no anúncio de vitória.

E se no futebol os dirigentes mundiais parecem não gostar de ver jogadores a festejar de tronco desnudado, nos Estados Unidos alguém se indignou com a festa do lutador e a Comissão Atlética de Nova Iorque relembrou que sair do recinto de combate antes do ponto final é proibido. O castigo? 60 dias de suspensão.

Por João Seixas
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Desportos de combate

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0