Federação Portuguesa de Golfe quer manter Open de Portugal no Challenge Tour

Royal Óbidos recebe prova entre 17 e 20 de setembro de 2020

• Foto: Direitos Reservados

O presidente da Federação Portuguesa de Golfe, Miguel Franco de Sousa, afirmou esta terça-feira que o Open de Portugal, que terá lugar no Royal Óbidos, entre 17 e 20 de setembro de 2020, será para manter no Challenge Tour.

"O que temos acordado com o Royal Óbidos é que, entre 2020 e 2022, seja um torneio do Challenge Tour. Para nós, é muito importante ter um torneio do Challenge Tour e esse é o nosso foco", começou por defender Miguel Franco de Sousa na apresentação do evento, dotado de 200 mil euros em 'prize-money' e com um orçamento total de 350 mil euros.

Tendo em conta que o golfe nacional já conta com o Portugal Masters no European Tour, o presidente da Federação Portuguesa de Golfe defende a necessidade de criar oportunidades para os jogadores portugueses poderem competir a nível internacional através de 'wild card'.

"Já temos o Portugal Masters do European Tour e ter dois eventos no mesmo circuito terá de ser muito bem avaliado. Mas, o foco da Federação Portuguesa de Golfe com este torneio é termos oportunidades de jogo para os jovens profissionais e profissionais portugueses, embora não seja algo totalmente descartado a eventual possibilidade de ser pontuável para os dois circuitos", lembrou Franco de Sousa, acrescentando: "Em 2017, o Open de Portugal fazia parte dos dois circuitos e beneficiámos dos mesmos lugares".

Enquanto o diretor geral do Challenge Tour, Alain de Soultrait, reconheceu que o "Open de Portugal, no futuro, poderá crescer, mas que a Federação Portuguesa de Golfe é dona do torneio, o administrador do Royal Óbidos, Konstatin Ranchinskiy, diz que poderá ser uma possibilidade a ser avaliada.

"O acordo é ter o torneio no Challenge Tour, mas podemos avaliar e estudar essa possibilidade, sendo que a decisão é da Federação Portuguesa de Golfe. Acho que ninguém ficaria a perder se fosse pontuável para os dois circuitos, como já aconteceu no passado, mas um passo de cada vez e, para já, o Open de Portugal, no Royal Óbidos, será um torneio do Challenge Tour", sublinhou Ranchinskiy.

Após a assinatura do contrato para os próximos três anos, o administrador do Royal Óbidos mostrou-se "muito entusiasmado por receber o Open de Portugal num campo e numa região que tem todas as condições para ter um evento de nível mundial."

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Portugal Open

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.