CERS visa guarda-redes de FC Porto, Benfica e Sporting

Em causa os equipamentos dos guardiões

Sportinguista Girão usa peitilho irregular
• Foto: Inês Gomes Lourenço

Os guarda-redes das equipas do FC Porto (Carles Grau), Sporting (Ângelo Girão) e Benfica (Guillem Trabal) estão sob a alçada disciplinar do CERS-RH devido aos equipamentos.

A entidade que gere a modalidade na Europa emitiu um comunicado onde aponta a utilização irregular dos equipamentos dos três guarda-redes, nomeadamente no que diz respeito às máscaras, peitilhos e sticks, que descreve como "escandalosamente irregulares", nos jogos referentes à primeira jornada da Liga Europeia.

No caso de Carles Grau, é visada a máscara que utilizou, que tem uma grade de proteção à cara, quando o regulamento indica que deve ser de plástico, couro ou borracha.

Ângelo Girão, por sua vez, é referenciado por usar um peitilho que aumenta as "dimensões naturais das proteções".

Já no caso de Guillem Trabal, a irregularidade prende-se com a ponta inferior do stick que "deve ser plana e não recortada".

Agora o CERS alertou os árbitros para inspecionarem todos os equipamentos dos guarda-redes antes do início dos jogos e em caso de irregularidades devem pedir, em cinco minutos, a substituição dos equipamentos. Se esse prazo não for cumprido, o jogo não se efetuará.

Por Vítor Ventura
4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Hóquei em Patins

Notícias

Notícias Mais Vistas