Paulo Freitas: «Não vivemos de vitórias morais»

Treinador do Sporting lamenta afasttamento da Taça de Portugal

O Sporting despediu-se da Taça de Portugal depois de perder em casa, nos penáltis, com o FC Porto, um defecho que deixou os leões "tristes", conforme contou no final o treinador, Paulo Freitas.

Penáltis
"Os penáltis é um momento do jogo. Tínhamos preparado até esse aspeto. Era uma das possibilidades em função do opositor que íamos ter. Não tenho nada a apontar à minha equipa. Houve entrega, compromisso e os adeptos foram fantásticos. Tivemos um grande opositor e faltou apenas seguir em frente." 

Fadiga
"Estrategicamente parámos algumas coisas do FC Porto. À medida que o jogo ia passando, o cansaço apoderou-se dos jogadores, mas estamos satisfeitos com esta capacidade tremenda. Encostamos o Porto às cordas nos últimos segundos e estamos tristes obviamente, porque era um objetivo. Não vivemos de vitórias morais. Vamos sair daqui mais fortes."

Mérito
"Do outro lado está uma grande equipa, um treinador que conseguiu ler o jogo, coisas da própria competição. Colocaram alguma dificuldade através da meia distância e ganharam muitos dos duelos. Eles souberam esticar bem o jogo, jogaram mais perto e nós demorámos a acertar".

Por Lusa
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Hóquei em Patins

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.