Nadadores com síndrome de Down querem ter classificação própria

Atualmente competem com portadores de outras deficiências

• Foto: Futebol Clube de Ferreiras

Um movimento que visa a separação das competições, nos Jogos Paralímpicos, dos portadores de síndrome de Down e dos portadores de outras deficiências nasceu no Algarve, por iniciativa da secção de natação adaptada do Futebol Clube de Ferreiras, apostada em fazer passar a mensagem aos quatro cantos do Mundo.

Na apresentação de um site dedicado ao tema, realizada esta quinta-feira, é referido que os portadores de síndrome de Down competem em pé de desigualdade nos Jogos Paralímpicos, ao lado de atletas portadores somente de deficiência intelectual.

Ora os portadores de sídrome de Down apresentam, em conjunto com a limitação inteletual, uma série de limitações físico motoras que criam uma situação de completa desigualdade perante adversários apenas com deficiencia inteletual.

A nível regional, nacional, europeu e mundial os nadadores com síndrome de Down têm competições próprias mas o mesmo não sucede nos Jogos Paralímpicos. Perante o quadro atual, um campeão europeu ou mundial nunca poderá aspirar à glória olímpica.

O site agora lançado pretende "disseminar por todo o Mundo uma flagrante injustiça e levar a que esta situação seja corrigida", assinala António Colaço, presidente do Futebol Clube de Ferreiras, coletividade que conta com uma secção de natação adaptada, na qual se integram alguns recordistas e campeões da Europa e do Mundo.

A ideia do site nasceu quando o nadador internacional Filipe Santos, portador do síndrome de Down (trissomia 21) bateu o recorde mundial em 50 metros mariposa, em 2015 mas não teve oportunidade de participar nos Jogos Paralímpicos. Em Portugal há muito a Federação Portuguesa de Natação reconhece uma classificação própria para os portadores do síndrome de Down, designada por classe S21, e daí o nome do site agora criado.

Na cerimónia de apresentação do site marcaram presença diversas individualidades, incluindo o presidente da Câmara Municipal de Albufeira, José Carlos Rolo, que anunciou a realização no município, em 2022, dos mundiais de natação para atletas com síndrome de Down.

Além de dispor de uma equipa de competição na modalidade, o Ferreiras desenvolve um trabalho de sensibilização junto de mais de 50 pessoas com deficiência, no concelho de Albufeira e dessa ação já resultou o recrutamento de quatro atletas para a equipa de competição.

Por Armando Alves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Paralímpicos

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0