Melanie Santos: «Espero ter em Paris'2024 uma seleção feminina maior»

Triatleta estreia-se nos Jogos Olímpicos

• Foto: Tommy Zaferes

Melanie Santos ambiciona que o regresso das triatletas portuguesas aos Jogos Olímpicos, que personifica em Tóquio'2020, dê o mote para em Paris'2024 ter "uma seleção feminina maior".

'Órfão' da sua maior atleta, Vanessa Fernandes, que estreou o triatlo português com o oitavo lugar em Atenas'2004 e conseguiu, depois, a medalha de prata em Pequim'2008, o regresso no feminino dá-se este ano pela mão de Melanie Santos.

A atleta de 26 anos repassa a história do triatlo português, desde então sempre feito no masculino, com o quinto lugar de João Pereira, no Rio'2016, à cabeça, para lamentar a falta de uma geração intermédia entre Vanessa e Melanie.

"Tivemos o privilégio de ter a Vanessa Fernandes. Foi pena não termos nenhuma geração antes da minha, tinha inspirado muito mais atletas a tentarem o sonho. Espero conseguir inspirar a lutarem por Paris'2024 e às próximas gerações a irem para a frente", diz.

Sentindo-se "orgulhosa" de conseguir o apuramento, no que será a estreia em Jogos, gostava ainda assim de ter "partilhado mais experiências femininas".

"Claro que tive a inspiração masculina, mas tem um sabor diferente quando é feminina. É muito mais próximo do que uma masculina, apesar de ser o mesmo desporto há muitas coisas diferentes que nos separam", refere.

Uma tentativa falhada para Tóquio'2020 foi a de apurar uma estafeta mista, em que a João Pereira, João Silva e Melanie Santos, apurados, se juntou ora Gabriela Ribeiro ora Helena Carvalho.

"É um sentimento misto. É triste, porque lutámos muito para conseguir, com a Gabriela e a Helena, e temos um grande futuro de atletas femininas, muito perto de Paris. Mas dá-lhes garra para perceber que estão perto, que se trabalharem bem nestes três anos, os próximos Jogos são um sonho possível. Vai dar-lhes muita garra", explica.

Para 2024, o desejo é simples: "Espero que já seja uma seleção feminina maior".

Para já, a 'ficha' "já caiu um bocadinho" de que vai estrear-se em Jogos, trazendo de volta o triatlo luso português, no qual quer dar o melhor seguimento a "muitos anos de trabalho" e que tudo "corra pelo melhor".

"Vai cair mesmo quando entrar na Aldeia Olímpica. Aí é que vai cair mesmo, mesmo, a ficha. Já sinto que está perto, mas não senti bem aquele peso que vou sentir quando chegar ao Japão", conta.

Portugal vai estar representado por 92 atletas, em 17 modalidades, nos Jogos Olímpicos Tóquio2020, que vão ser disputados entre 23 de julho e 08 de agosto, depois do adiamento por um ano, devido à pandemia de covid-19.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Triatlo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.