Judoca Bárbara Timo diz que faltou "um pouco mais de atitude" para o ouro mundial

Atleta portuguesa revelou que competiu "magoada" na final de Tóquio

A judoca portuguesa Bárbara Timo assumiu, esta quinta-feira, que lhe faltou "um pouco mais de atitude" para conquistar o título mundial na categoria de -70 kg, revelando que competiu "magoada" na final de Tóquio.

"Na final acho que faltou um pouco mais de atitude. Ela foi eficiente no que fez. Também senti muita dor na costela. Não consegui mexer-me, ter uma reação. Ela foi eficiente. É o judo. Agora estou pronta para treinar mais e melhor, recuperar e estou pronta para os Jogos Olímpicos", disse a judoca portuguesa, em delcarações à agência Lusa.

Na final, a judoca de 28 anos perdeu para a francesa Marie Eve Gahie, que tinha arrebatado a medalha de prata nos Mundiais de 2018, e que bateu a atleta do Benfica, por ippon, em 48 segundos.

Nascida no Rio de Janeiro e naturalizada portuguesa em janeiro, Timo disse, ainda assim, estar "muito feliz" com a medalha de prata, considerando-a "a concretização de um sonho".

"Estou muito feliz. Faltou pouco... ou faltou muito, pois perdi a final. Estou orgulhosa da forma como lutei hoje, da forma como encarei o desafio. Estava lesionada pelo que tive de lutar de forma mais inteligente, mais estratégica e, mesmo assim, também com o coração. Estava cansada e sentia bastantes dores quando sofria um golpe", contou.

Nas meias-finais, Bárbara Timo já tinha afastado outra adversária francesa, Margaux Pinot, campeã da Europa, igualmente por ippon e em 54 segundos.

"Espero ser campeã do mundo. Há muitos meses que adormecia a ganhar o mundial de alguma forma. Estive próximo. Acredito em todas as competições", vincou, confiante de que chegará a sua vez.

Timo começou a competição com dois triunfos por ippon, diante da mongol Enkhchimeg Tserendulam e da belga Roxane Taeymans.

Seguiram-se o triunfo por waza-ari frente à japonesa Chizuru Arai, que defendia o título mundial conquistado em 2017 e 2018, e o embate dos quartos de final diante da holandesa Sanne van Dijke, campeã da Europa em 2017 e atual vice continental, que Timo venceu no 'ponto de ouro', após 6.20 minutos.

Os Mundiais de judo decorrem até domingo, dia 1 de setembro, na capital japonesa.

Esta sexta-feira, a seleção portuguesa vai estar representada por Yahima Ramirez e Patrícia Sampaio, ambas em -78 kg), e por Jorge Fonseca, que inicia a competição de -100 kg com o estatuto de cabeça de série.

Por Record com Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Judo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0