Pedro Soares coloca Sporting como o "melhor clube europeu de judo"

Leões revalidaram o título da Liga dos Campeões

• Foto: Vitor Chi

O treinador Pedro Soares defendeu que o Sporting "é o melhor clube europeu de judo", provando-o com a revalidação do título na Liga dos Campeões, alcançada este sábado em Odivelas, diante dos russos do Yawara Neva.

"No ano passado, as pessoas não esperavam que vencêssemos. Este ano, mostrámos que viemos para ficar. O Sporting é, neste momento, o melhor clube de judo da Europa", expressou, após a vitória na final, por 3-2.

Pedro Soares, que garantiu estar a viver "um dos momentos mais felizes" da carreira, sobretudo por ter sido registado em Portugal, considerou o judoca João Martinho como o atleta "que fez a diferença" na vitória sportinguista.

"O João [Martinho] esteve muito tempo lesionado, abraçou o projeto do Sporting e foi o nosso trunfo. Foi também o relançamento dele, fez uma prova muito especial", realçou.

O judoca português, que combateu com ligaduras na cabeça, após se ter lesionado no primeiro aquecimento do dia, disse que as vitórias vieram "de dentro" e partilhou da opinião do treinador, ao dizer que o Sporting tem "o melhor projeto da Europa".

"Foram combates com atletas de nível muito elevado. Tinha de vir cá de dentro. Estava cansado nos dois combates, mas foi pela equipa. As dores ficam em segundo plano", disse, acrescentando que esta vitória "mostra o nível do grupo, do projeto e do trabalho que tem sido feito".

O campeão mundial em -100 kg, Jorge Fonseca, colocou esta vitória como "um momento histórico para o judo nacional e para o Sporting" e considerou os seus combates "bons", apesar de revelar não estar ainda "num pico de forma".

"Trabalhámos bastante para realizar estes objetivos e sabíamos que tínhamos de ter fé para poder vencer este troféu. Vim de umas certas lesões. Estou a preparar-me para os Jogos Olímpicos e espero fazer um grande resultado. Não vou estar a dizer que vou ganhar o ouro, mas vou passar por cima deles todos", assegurou.

O judoca espanhol Nikoloz Sherazadishvili, nascido na Geórgia, revelou a necessidade de mudar a tática no combate decisivo, que deu a vitória aos 'leões', e apontou o trabalho feito pelo técnico Pedro Soares como a razão da revalidação do título europeu.

"Estou muito contente por termos conseguido outra vez este título. Estou muito orgulhoso de cada um de nós. Não foi um título meu, mas sim de toda a equipa e de todo o trabalho feito pelo Pedro [Soares]. Estamos a melhorar de ano para ano", sublinhou.

O Sporting revalidou o título europeu de clubes de judo, ao voltar a derrotar os russos do Yawara Neva, por 3-2, na final da Liga dos Campeões de 2019, que se disputou em Odivelas.

Na reedição da final do ano passado, em Bucareste, na qual o Sporting se sagrou pela primeira vez campeão europeu, os triunfos dos judocas Kherlen Ganbold, João Martinho e Nikoloz Sherazadishvili valeram a revalidação do título, apesar das derrotas de João Fernando e do campeão mundial Jorge Fonseca.

O Sporting tinha chegado à final depois de vitórias sobre os georgianos do Golden Gori, por 3-2, nos quartos de final, e os russos do Ratiborets Ekaterinburg, por 4-1, nas 'meias'.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Judo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.