Silêncio de Hamilton sobre Niki Lauda vale chuva de críticas: «É patético»

Britânico começou forte no GP Mónaco mas não quis falar de Niki Lauda. Muitos não gostaram

Niki Lauda
Niki Lauda
Niki Lauda
Niki Lauda: «Ferrari já igualou Mercedes»
Niki Lauda
Niki Lauda
Niki Lauda
Niki Lauda: «Ferrari já igualou Mercedes»
Niki Lauda
Niki Lauda
Niki Lauda
Niki Lauda: «Ferrari já igualou Mercedes»

Lewis Hamilton, campeão do Mundo e líder do campeonato, foi ontem o grande ausente da habitual conferência de imprensa pré-Grande Prémio no Mónaco. Em nota oficial, a Mercedes revelou que o piloto britânico de 34 anos não quis expor-se a perguntas sobre o falecimento de Niki Lauda, de quem era muito próximo.

O antigo tricampeão Mundial de Fórmula 1 era o presidente-não-executivo da Mercedes e foi o principal responsável pelo britânico rumar à marca alemã em 2013, mas a ausência de Hamilton não foi compreendida por todos, como foi o caso do ex-piloto John Watson. "É patético. Gostava de saber a justificação dele para isto. Devia falar, mais do que não fosse por uma questão de respeito ao Niki. Se fosse ao contrário, como grande homem que é, o Niki estaria ali a elogiar as grandes qualidades do Lewis. É lamentável que assim seja", disparou.

A Mercedes remediou a situação, enviando no lugar de Hamilton o seu companheiro de equipa – e vice-líder do Mundial – Valtteri Bottas.

Mercedes arrasadora

O primeiro dia de treinos livres, que no Mónaco costuma ser à quinta-feira, não trouxe novidades quanto aos homens da frente. Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, os dois homens da Mercedes que prometem lutar pelo título mundial, não deram qualquer hipótese à concorrência, mostrando-se muito mais rápidos do que os demais.

O alemão Sebastian Vettel (Ferrari) foi o primeiro ‘não Mercedes’ do 1º dia de treinos e terminou a mais de sete décimos de segundo dos dois rivais. O Red Bull de Pierre Gasly (4º) e o Toro Rosso de Alexander Albon (5º) completaram o top 5 de ontem, com o Ferrari de Charles Leclerc a ser somente 10º classificado.

Charles Leclerc pede... chuva

A atuar em casa pela primeira vez desde que mudou para a Ferrari, o jovem monegasco Charles Leclerc, ontem apenas 10.º nos treinos livres, espera que São Pedro ajude... e chova. "Se chover... é uma lotaria e tornaria tudo mais emocionante. Se é algo que nos possa ou não ajudar... não sei, mas poderia quebrar a hegemonia da Mercedes, que nos parece totalmente por cima nesta fase", disparou, antes de esperar que pelo menos a chuva apareça no sábado, para a qualificação. "Podia mudar muito as coisas, na minha opinião..."

Por José Morgado
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fórmula 1

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.