Neurologista duvida do tratamento aplicado a Schumacher e fala em "falsas esperanças"

Antigo campeão do Mundo de F1 está em Paris para alegadamente ser tratado com células-tronco

Michael Schumacher deu entrada num hospital em Paris esta semana, alegadamente para fazer um tratamento inovador com células-tronco, mas a neurologista Matilde Leonardi, diretora do Centro de Pesquisa sobre Coma do Instituto Neurológico de Milão, mostrou-se bastante cética relativamente a tudo isto.

"Não há nenhum tratamento experimental com células-tronco que tenha um efeito positivo em pacientes que estejam com um estado de consciência mínima, como Michael Schumacher. As notícias divulgadas sobre o ex-piloto estão apenas a alimentar falsas esperanças e a iludir as famílias de outros pacientes", disse a médica ao jornal inglês 'Daily Express', adiantando que tem recebido telefonemas de familiares de pacientes com problemas idênticos ao do antigo campeão mundial de F1.

"Ontem de manhã recebi duas chamadas telefónicas de parentes de dois pacientes que queriam informações sobre isto, para que os seus filhos tivessem acesso ao mesmo tratamento. Eu tive de explicar que não sabemos nada sobre a existência deste tratamento", continuou a médica, acrescentando que ainda não é possível curar problemas neurológicos ou da medula com recurso a este tipo de células. "A verdade é que isso não existe, pelo menos por enquanto. Infelizmente, estudos levados a cabo com células-tronco para doenças que afetam o cérebro e a medula não deram os resultados esperados."

O acidente

Michael Schumacher sofreu um acidente quando esquiava com o filho nos Alpes franceses, em dezembro de 2013, tendo batido violentamente com a cabeça numa rocha. 

O ferimento foi grave e 'Schumi' acabou por ser sujeito a uma intervenção neuro-cirúrgica imediata assim que chegou ao hospital de Grenoble.

Foi colocado em coma e intervencionado mais uma vez. Em junho do ano seguinte o antigo piloto da Ferrari foi transferido para Lausanne, na Suíça, onde passou três meses no hospital. Depois, recolheu à casa da família, nas margens do lago Genebra, uma mansão que a mulher, Corinna Schumacher, transformou numa fortaleza/hospital.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fórmula 1

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.