Franco Morbidelli: «Vi que o Miguel Oliveira era intocável»

Ítalo-brasileiro assume que foi sempre ao limite em Portimão

• Foto: Action Images

Franco Morbidelli esteve praticamente durante todo o Grande Prémio de Portugal no segundo posto - acabaria por ser terceiro -, mas a verdade é que nunca conseguiu sequer ameaçar Miguel Oliveira. Tudo porque na opinião do ítalo-brasileiro, o piloto português esteve... noutro patamar.

"Estive sempre no limite. Vi que o Miguel Oliveira era intocável hoje. Tentei manter o meu ritmo, segurar o Jack Miller, não quis que ficasse comigo. Mas ele aguentou e acabou por me passar e depois não fui capaz de responder", comentou o piloto ítalo-brasileiro, logo após a corrida.

Depois, à SportTV, em português (do Brasil), o piloto da Petronas Yamaha SRT voltou a falar da corrida e elogiar o vencedor. "Hoje não era possível acompanhar o Miguel. Estava demais! Mas foi possível ser terceiro aqui e segundo no Mundia. Foi um campeonato impressionante!".

Por Fábio Lima
4
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de MotoGP

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.