Estilista Philipp Plein condenado a pagar 300 mil euros à Ferrari

Diferendo judicial começou em 2017 depois de vários Ferrari terem sido expostos num desfile de moda

"Esta não é de forma alguma a vitória final da Ferrari!" Philipp Plein reagiu no Instagram, de forma furiosa, à derrota num tribunal italiano de Milão, no diferendo que o opõe desde 2017 à insígnia do cavallino rampante.

O estilista alemão foi na última semana condenado a indemnizar a marca de super carros em 300 mil euros por violação de direitos de autor, de acordo com o diário Il Corriere della Sera.

A guerra judicial começou há três anos quando Plein exibiu diversos modelos da Ferrari ao lado de vários Mercedes, Lamborghini e McLaren, no opulento desfile de moda Primavera/Verão 2018 que organizou em Nova Iorque

Foi ainda acusado do "uso ilegítimo de marcas registadas da Ferrari", tomando como exemplo as fotografias que publicou na sua conta pessoal do Instagram.

Philipp Plein está obrigado a retirar todos os modelos da marca dos seus anúncios, ficando pendente uma multa de 10 mil euros caso não cumpra a ordem, o que o levou a afirmar que irá recorrer numa audiência marcada para a Primavera do próximo ano.

"É muito engraçado ver como a actual gestão da Ferrari está a tentar atingir os seus objectivos há mais de três anos… sem sucesso!", exclamou o designer naquela rede social.

"Adoro os super carros da Ferrari! os últimos cinco anos comprei cinco novinhos em folha: três para mim, um para a minha mãe e, recentemente, outro para o meu pai!".

Entretanto, na mesma publicação no Instagram, Philipp Plein avançou com uma solução para terminar o conflito. "Estou disposto a aceitar a decisão judicial se ambas as partes concordarem em doar os 300 mil euros para uma boa causa".

Em causa está doar a indemnização ao George Floyd Memorial Fund, criado após o assassínio daquele homem negro, a 25 de maio, às mãos da polícia americana de Minneapolis.

"A Ferrari não concordou, por isso, vou continuar a lutar pelos meus direitos!", rematou o estilista.

Entretanto, no início deste ano, Philipp Plein ficou de novo sobre fogo, ao ser acusado de imitar o logotipo desenhado por Shawn Stuss para a colecção Outono/Inverno 2020 da Dior para a sua colecção de moda.

Autor: Aquela Máquina

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Record Auto

Também tu, Bru... Mercedes?

Ainda os ecos da profissão de fé da Stellantis não se tinham dissipado e já a poderosa Mercedes-Benz vinha a terreiro comprometer-se a ser um fabricante completamente eletrificado

Notícias

Notícias Mais Vistas