Miguel Nascimento, Alexis Santos e Victoria Kaminskaya em destaque no Jamor

Primeiro dia do Meeting Internacional de Lisboa

O primeiro dia do Meeting Internacional de Lisboa, que se realiza até domingo no Jamor, teve Miguel Nascimento e Victoria Kaminskaya em destaque. O nadador do Benfica e a do Estrelas São João de Brito, respetivamente, foram os únicos a arrecadar duas medalhas de ouro na jornada inaugural. Já Alexis Santos, do Sporting, foi o atleta a obter a melhor performance do dia, nos 200 metros estilos.

Miguel Nascimento começou por dominar os 400 metros livres, com o tempo de 3.55,56 minutos, o que constitui um novo recorde regional e da competição lisboeta. O máximo absoluto pertence a Jorge Maia desde 2009 (3.52,29). O espanhol Juan Salvador Duran (3.59,48) e o sportinguista Igor Mogne (4.00,38) completaram o pódio.

Mais tarde, Miguel Nascimento foi o primeiro nos 200 mariposa, com 2.02,12 minutos. O benfiquista ficou à frente de João Vital (Sporting - 2.03,86) e do espanhol Jorge Ramon Suarez (2.05,00).

Quanto a Kaminskaya, conquistou o seu primeiro ouro da tarde nos 400 metros estilos, com 4.45,16 minutos, um novo recorde da competição. A nadadora do Estrelas São João de Brito detém a melhor marca nacional absoluta desde 2017, com 4.40,11. A benfiquista Diana Durães ficou com o segundo lugar, com 4.51,14, enquanto Ana Catarina Monteiro (Vilacondense) ficou com o bronze (4.59,24).

O segundo ouro da internacional portuguesa aconteceu nos 200 bruços. A recordista nacional absoluta percorreu a distância em 2.32,11 minutos, à frente da benfiquista Cláudia Ferreira (2.37,64) e da sua colega de equipa Catarina Costa Sequeira (2.38,34).

Nos 200 estilos masculinos, o recordista nacional Alexis Santos dominou e venceu com um interessante tempo de 2.01,78 minutos, à frente de Bruno Miguel Ramos (Belenenses - 2.06,94) e Pedro Miguel Santos (Algés - 2.07,29). Com este tempo, Alexis foi o nadador que obteve a melhor performance por pontos do dia.

Resumo das restantes provas do dia:

A sessão de finais começou com a vitória tranquila de Diana Durães nos 800 livres femininos. A benfiquista, que detém o recorde nacional absoluto (8.35,10 minutos) dominou a prova desde o início e terminou com 8.39,63 minutos. No segundo lugar ficou Alexandra Couto Frazão (Pais Amigos da Escola), com 8.54,79, enquanto o bronze foi para Ana Reis Sousa (Litoral Alentejano), com 9.03,24 minutos.

Seguiram-se os 50 mariposa masculinos, com o espanhol Javier Gallego Rivas a levar a melhor (24,61 segundos) sobre Alexis Santos (Sporting), que fez 25,12. O terceiro lugar ficou para o espanhol Juan Segura Gutierrez (25.26).

Nos 50 bruços femininos, a vitória pertenceu a Claúdia Ferreira Borges, com 33,80 segundos. A atleta do Benfica superiorizou-se à espanhola Eider Fuentes (34,22) e a Carolina Lourenço Matos (Desportivo Cova Piedade, 34.41).

Nos 50 livres femininos, a medalha de ouro foi para Danielle Hill, com 26,63 segundos. Jessica Teixeira Vieira (Belenenses - 27,05) e Beatriz Mendes Viegas (Sporting - 27,07) completaram o pódio. Destaque ainda para a Final B, onde Carolina Miranda Fernandes (Galitos) estabeleceu um novo recorde nacional infantil, com 27,86.

Nos 50 costas masculinos, o pódio falou espanhol. Javier Romero venceu com 26,25, enquanto Juan Francisco Gutierrez (26,58) e Jorge Martin Lozoya (26,72) ficaram com as restantes medalhas. O melhor português foi o sportinguista Francisco Rogério Santos (5º, com 27,34),

Mais renhida foi os 100 costas femininos, com Danielle Hill a vencer com 1.03,19 minutos. Rafaela Gomes Azevedo (Algés) ficou em segundo lugar, com 1.04,57, enquanto a sua colega de equipa Francista Gomes Azevedo ficou com o bronze (1.05,02)

A espanhola Marta Cano Minarro ganhou os 100 mariposa, com 1.01,20. No segundo lugar ficou Ana Catarina Monteiro (Vilacondense), com 1.01,38, e Inês Fernandes (Sporting) fechou o pódio, com 1.02.50.

Os 100 livres masculinos foram dominados por espanhóis. Mortiz Berg venceu com 50,74 segundos, ficando à frente de Oskitz Urtxegi (51,75) e Bildosola (51,82). Igor Mogne, no 5º posto, foi o melhor português desta prova, com 52,40.

Hugo Pon, do Algés, ganhou os 100 bruços com 1.04,44, à frente de Francisco Robalo Quintas (1.04,61). Tomás Veloso (Náutico) ficou no terceiro lugar (1.05,05).

Nos 200 livres femininos, a espanhola Marta Cano Minarro levou a melhor, com 2.03,09 minutos. Rita Barros Frischknecht chegou logo a atrás (2.04,38), enquanto Ana Reis Sousa (Litoral Alentejano) ficou no terceiro lugar, com 2.04,87, um tempo que é recorde nacional júnior.

Na última prova individual do dia, o sportinguista João Vital venceu os 200 costas, com 2.03,47, superiorizando-se a João Laranjeira (Galitos - 2.08,03) e Rodrigo Rosa (2.09,70).

Seguiram-se depois as estafetas e, nos 4x100 estilos femininos, a vitória foi para a equipa espanhola do Real Canoe, com 4.21,48. O Benfica ficou em segundo (4.27,76) e o Sporting em terceiro (4.30,45).

Nos 4x100 livres masculinos, o Real Canoe ganhou com 3.27,91, levando a melhor sobre o Sporting (3.28,90) e Benfica (3.34,31).

O segundo e último dia da competição realiza-se este domingo no Jamor. As eliminatórias decorrem de manhã, com as finais a disputarem-se de tarde.

Por Diogo Jesus
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Natação

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0