Ninguém quer contratar Kaepernick... com medo de um tweet de Trump

Antigo quarterback dos San Francisco 49ers tem sido um dos maiores críticos do presidente norte-americano

• Foto: Reuters

Colin Kaepernick tem sido um dos mais ativos opositores a Donald Trump no desporto, tendo-se tornado num símbolo dos protestos anti-racismo nos Estados Unidos.

O quarterback que representou os San Francisco 49ers até ao final da última temporada ficou conhecido mais pelos seus protestos do que pelo seu jogo. O problema, para Kaepernick, é que, depois de se ter tornado um jogador livre, não consegue ser contratado. Porquê? Donald Trump responde: os donos dos clubes têm medo de ser criticados por si.

Tudo começou na pré-temporada. Os movimentos civis anti-racismo, como o Black Lives Matter, granjearam bastante apoio no desporto norte-americano e Kaepernick juntou-se a estrelas da NBA como LeBronJames, Carmelo Anthony, Chris Paulo ou Dwyane Wade para manifestar o seu apoio. Antes de um jogo, na pré-época, não se levantou durante o hino nacional como forma de protesto: "Não me vou levantar para mostrar orgulho por uma bandeira de um país que oprime os negros", justificou na altura.

Em novembro do ano passado, Donald Trump venceu as eleições nos Estados Unidos, algo que foi visto como uma pesada derrota para quem luta pelos direitos sociais e de igualdade racial. Durante a campanha eleitoral, Kaepernick foi um dos críticos do agora presidente norte-americano.

Depois de uma temporada menos boa ao serviço dos 49ers, Colin Kaepernick tornou-se um jogador livre, ficando disponível para ser contratado a custo zero para a próxima temporada.

Mas não foi isso que aconteceu: o jogador continua sem equipa e um artigo publicado no 'Bleacher Report' questionava se a sua carreira estaria acabada, com apenas 29 anos, apenas por expressar as suas ideias. Uma das razões apresentadas era o "medo das equipas de serem criticadas por contratá-lo... ou de receber um tweet de Donald Trump".

Quem não perdeu uma oportunidade de criticar Kaepernick foi mesmo o presidente dos Estados Unidos: "Os donos da NFL não querem contratá-lo porque têm medo de um tweet negativo de Donald Trump. Dá para acreditar?!"

Por João G. Oliveira
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de NFL

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.