Associação de Estudantes do Técnico denuncia protocolo com clube de râguebi

Presidente da AEIST, Gonçalo Mamede, garante "não encontrar valor acrescentado"

• Foto: Clube de Rugby do Técnico Facebook
A Associação de Estudantes do Instituto Superior Técnico (AEIST) denunciou o protocolo existente com o Clube de Râguebi do Técnico (CRT) "com efeitos imediatos", decisão que o presidente do clube, Pedro Lucas, considerou esta sexta-feira "uma precipitação".

Numa resposta por escrito à agência Lusa, o presidente da AEIST, Gonçalo Mamede, confirmou a "denúncia do protocolo", por "não encontrar valor acrescentado" para a atividade desportiva da associação, mas Pedro Lucas mostrou-se confiante em "resolver todos os assuntos" numa reunião entre as partes, agendada para a próxima segunda-feira.

Segundo Mamede, no entanto, a denúncia do protocolo "significa que todas as cláusulas acordadas anteriormente entre ambas as partes deixarão de vigorar", incluindo "a gestão conferida ao CRT pela AEIST das equipas desportivas que representam esta última nas competições organizadas pela Federação Portuguesa de Rugby (FPR)". "O CRT deixa, também, de prestar apoio à equipa universitária da AEIST, bem como passará a inexistir quaisquer vantagens para os sócios da AEIST junto dos serviços disponibilizados pelo CRT", acrescentou o dirigente associativo académico.

Para o presidente do Técnico, no entanto, o que está em questão é o protocolo que "vigora desde 2008" e é "renovado automaticamente", através do qual "o clube, por tradição, usa o nome da AEIST na primeira equipa". "Não sei se foi por estarem a decorrer estes processos em tribunal [relativamente à desclassificação e descida de divisão aplicada pela FPR]. Falámos com a advogada da AEIST sobre as questões disciplinares e estava tudo bem, mas alguém os deve ter assustado com possíveis encargos financeiros", desabafou Pedro Lucas.

Os eventuais receios da direção da AEIST, no entendimento de Lucas, não têm razão de ser, uma vez que o CRT "assumiu sempre todos os encargos". "Vem sempre tudo em nosso nome, com o nosso número de contribuinte e, da nossa parte, respeitamos sempre esta separação. Nunca deixaremos passar uma dívida que diga respeito ao CRT para o lado da AEIST, isso não pode acontecer", frisou Pedro Lucas. Nesse sentido, o dirigente admitiu que o protocolo entre as duas partes "tem de ser desenvolvido", pois "devia lá estar definido que questões de direito são da responsabilidade do CRT", o que não acontece atualmente.

Além disso, acrescentou Pedro Lucas, a decisão da AEIST não terá qualquer influência no processo que está a decorrer no Tribunal Arbitral do Desporto (TAD), que contesta a decisão da direção da FPR de despromover o Técnico ao último escalão. "No contraditório que apresentámos ao Conselho de Disciplina, para além procuração do CRT também advogámos a AEIST. No TAD também advogámos as duas instituições. Estamos salvaguardados nesse aspeto. E temos um protocolo com a FPR em que se considera que para efeitos federativos a AEIST e o CRT são uma mesma equipa", lembrou Pedro Lucas.

Em 20 de abril, o Conselho de Disciplina da FPR considerou procedente um protesto do CDUL que alegava que o Técnico tinha utilizado nove jogadores de forma irregular no encontro entre as duas equipas, em 23 de março, infringindo o artigo 37.º, n.º 1 a) do Regulamento de Disciplina.

Dez dias depois, em 30 de abril, a direção da FPR decidiu aplicar a decisão do CD, após receber um recurso do Técnico, desclassificando os campeões nacionais e despromovendo-os ao último escalão competitivo português.

O Técnico recorreu, então, para o Conselho de Justiça da FPR, que, em 6 de maio, considerou improcedente o recurso, num despacho em que revelava, ainda, que os 'engenheiros' teriam já recorrido da decisão também junto do TAD.

O Técnico é um dos clubes históricos do râguebi português, tendo sido fundado em 1963.

Com sede nas Olaias, os 'engenheiros' somam, a nível sénior, três títulos de campeões nacionais (1981, 1998 e 2021), quatro Taças de Portugal (1969, 1971, 1973 e 1994) e uma Supertaça (1994).

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Râguebi

Notícias

Notícias Mais Vistas