Técnico desclassificado e despromovido ao último escalão de râguebi

Clube das Olaias já requereu a suspensão da decisão

A Federação Portuguesa de Râguebi (FPR) desclassificou hoje o Técnico da Divisão de Honra e despromoveu os campeões nacionais ao último escalão competitivo português, anunciou o clube das Olaias, que já requereu a suspensão da decisão.

Os engenheiros acusam a FPR de ter tomado a decisão em cerca de uma hora e meia, uma vez que apresentaram o "pedido de contraditório" à decisão do Conselho de Disciplina (CD) "pelas 23:45 [de sexta-feira], dentro dos prazos regulamentares", e a decisão do organismo foi publicada "às 01:16" de hoje.

"De imediato, na madrugada deste sábado, não tendo a direção da FPR tempo sequer para analisar a extensa documentação que o Técnico apresentou em sua defesa, foram anunciadas duas decisões em catadupa: uma, às 01:16, desclassificando o Técnico, outra, às 01:23, marcando os jogos dos playoff da Divisão de Honra para as 14:00" de hoje, divulgaram os engenheiros em comunicado.

Contactado pela Lusa, o presidente da FPR, Carlos Amado da Silva, confirmou a hora tardia da decisão e a marcação dos quartos de final do primeiro escalão competitivo para hoje.

"Fizemos a reunião de direção à meia-noite. Estamos apenas a cumprir a decisão do CD", disse o líder do organismo que superintende a modalidade no país.

O Técnico, no entanto, enviou um recurso "pelas 03:31", precisou o presidente do clube à agência Lusa, que diz ter "efeito suspensivo da decisão" e que, "nesse sentido, os jogos anunciados para hoje não podem realizar-se".

A FPR já anunciou a marcação do Direito-Benfica para as 14:00, em Monsanto, e do Agronomia-CDUL para as 15:30, na Tapada da Ajuda.

Amado da Silva disse desconhecer o recurso dos campeões nacionais e lembrou que os serviços administrativos da FPR "estão fechados ao sábado e domingo", garantindo que "os jogos vão realizar-se".

Na semana passada, em 20 de abril, a FPR suspendeu o campeonato da Divisão de Honra, após o CD do organismo considerar procedente um protesto do CDUL referente ao jogo com o Técnico, da 14.ª jornada do principal escalão nacional.

Os engenheiros venceram por 14-10, em 24 de março, mas o CDUL jogou sob protesto, alegando que os campeões nacionais fizeram alinhar nove jogadores de forma irregular, reclamação que foi validada pelo CD.

Após a decisão tomada hoje pela FPR, o CDUL subiu ao quinto lugar da fase regular do campeonato, que era ocupado pelos engenheiros, enquanto o Benfica, que tinha terminado em sétimo, sobe uma posição e vai disputar o 'play-off' do título.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Râguebi

Notícias

Notícias Mais Vistas