Kelly Slater faz nota 10 aos 47 anos

Norte-americano apurou-se para os oitavos-de-final do Billabong Pipe Masters

• Foto: Reuters

Kelly Slater, de 47 anos e com 11 títulos mundiais no currículo, é uma das provas mais evidentes de que a idade é mesmo... apenas um número.

O norte-americano apurou-se para os oitavos-de-final do Billabong Pipe Masters, última etapa do circuito mundial de surf que se disputa esta semana em Pipeline, no Havai, e fê-lo em grande estilo, com uma onda perfeita (nota 10), depois de ser protagonista do tubo mais profundo de toda a competição havaiana.

Slater ultrapassou o francês Joan Duru e manteve vivas as suas esperanças não apenas de voltar a vencer a emblemática prova de Oahu, mas também de garantir um lugar na equipa norte-americana que participará na estreia do surf nos Jogos Olímpicos, em Tóquio’2020.

Kolohe Andino, 5º do ranking, já garantiu a primeira vaga do país, mas a segunda será entre John John Florence, bicampeão mundial em 2016 e 2017 e ainda em prova no Havai, e Slater, duas das principais figuras da modalidade a nível mundial.

"É claro que é um dos meus objetivos mas nem quero falar disso. Há muitos surfistas de grande nível que ficaram fora dos Jogos e tudo pode acontecer", lembrou Slater.

O veterano está obrigado a vencer em Pipeline para oitava vez na carreira para ter hipóteses de chegar aos Jogos Olímpicos, sendo que mesmo nesse cenário John John Florence não pode chegar às meias-finais.

O evento deve acabar hoje com todas as decisões.

Por José Morgado
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Surf

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.