Tops nacionais vão competir esta semana no Pantín Classic

Dezenas de surfistas portugueses em ação em evento especial na Galiza

• Foto: DR

É já esta terça-feira que arranca o Pantín Classic Pro, um dos eventos mais históricos campeonatos do circuito WQ, mas que este ano se realizará como evento especial e sem a tutela da WSL. Em prova vão estar dezenas de surfistas portugueses. Até domingo uma extensa elite de surfistas europeus vai lutar pelo triunfo num dos mais antigos campeonatos da Europa e que será a primeira prova a nível internacional no pós pandemia.

Vasco Ribeiro, Miguel Blanco, Teresa Bonvalot, Carolina Mendes e Yolanda Hopkins serão algumas das estrelas portuguesas em ação e que irão liderar a extensa armada portuguesa em prova. Ao todo estarão 18 surfistas portugueses em prova, com oito surfistas na prova feminina e mais dez na masculina.

Do lado feminino, Teresa Bonvalot e Carolina Mendes terão estatuto de cabeças-de-série e só entrarão em cena na 2.ª ronda. Na primeira ronda está a campeã nacional Yolanda Hopkins, assim como as jovens Carolina Santos, Camila Cardoso, Mafalda Lopes, Raquel Otero e Leonor Fragoso.  

Já na prova masculina o bicampeão nacional em título Miguel Blanco, Vasco Ribeiro, Luís Perloiro, Joaquim Chaves e Pedro Coelho serão os surfistas com entrada direta para a 2.ª ronda, enquanto José Champalimaud, Diogo Duque, Gabriel Ribeiro, Guilherme Ribeiro e João Pereira iniciam a prova na ronda inaugural.

Destaque ainda para a presença de nomes bem conhecidos do surf nacional no lote de inscritos, como a antiga campeã nacional Camilla Kemp, Marlon Lipke ou Dylan Groen, todos eles residentes em Portugal mas atualmente a representarem a Alemanha, assim como Gony Zubizarreta e Arran Strong, que também vivem no nosso país, embora o primeiro represente a Espanha e o segundo a Grã-Bretanha.

Os principais nomes em prova vão ser o francês Joan Duru e o basco Aritz Aranburu, dois antigos competidores do WCT, tal como Marlon Lipke, ou também o antigo campeão mundial júnior Maxime Huscenot e até de um sul-africano top 100 mundial, Slade Prestwich. A francesa Pauline Ado é a única ex-representante do WWT presente no quadro feminino.

A ação em Pantín arrancou no sábado com um campeonato regional galego, cujos vencedores conseguiram entrada neste principal evento. Esta segunda-feira é dia de prova especial de surf adaptado. E amanhã estará, finalmente, de regresso o melhor surf europeu! 

Por João Vasco Nunes
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Surf

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.