ATP Finals: Tsitsipas 'derruba' Thiem e conquista troféu pela primeira vez

Grego torna-se no mais novo de sempre a vencer a prova desde 2001

O tenista grego Stefanos Tsitsipas conquistou este domingo pela primeira vez na carreira as ATP Finals, ao derrotar na final o austríaco Dominic Thiem, tornando-se no mais novo de sempre a vencer a prova desde 2001.

Em Londres, o helénico, de 21 anos e sexto da hierarquia mundial, precisou de duas horas e 36 minutos para triunfar por 6-7, 6-2 e 7-6  e tornar-se o mais jovem vencedor após o australiano Lleyton Hewitt, há 18 anos, em Sidney, com 20 anos.

Na lista dos vencedores, o grego, campeão em 2018 do 'Next Gen', o 'Masters' para menores de 21 anos, sucede ao alemão Alexander Zverev, eliminado nas meias-finais por Thiem, que também perseguia a primeira vitória na prova que reúne, no final da temporada, os oito melhores tenistas do ano.

O primeiro parcial não teve quebras de serviço - apesar dos cinco pontos de 'break, dois para Tsitsipas e três para Thiem -, com o austríaco, quinto jogador mundial, a superiorizar-se num 'tie-break' muito equilibrado (8-6), ao segundo 'set point'.

O sexto jogador mundial não acusou a desvantagem e dominou por completo o segundo 'set', ao quebrar de entrada o serviço a Thiem por duas vezes consecutivas. Avançou para 4-0 e selou o triunfo no parcial no seu serviço, por 6-2.

Thiem voltaria a entrar mal no parcial decisivo, ao permitir o 'break' logo no terceiro jogo, depois de salvar dois no primeiro, mas, em desvantagem por 3-1, ganhou consecutivamente quatro jogos, com um 'break' no sexto, e virou para 4-3.

Os dois jogadores seguraram, depois, os seus serviços, sem enfrentarem sequer pontos de 'break' e adiaram a decisão de um embate para um novo 'tie break'.

No jogo decisivo, Thiem fez o primeiro ponto, mas Tsitsipas respondeu com quatro, incluindo dois 'mini breaks' e, com 4-1 e dois serviços à disposição, parecia lançado para o título.

Thiem respondeu, porém, da mesma moeda e empatou o 'tie break' a quatro, só que, voltou a sofrer novo 'mini break' e o grego ficou a ganhar por 5-4 e com dois serviços para ganhar o encontro, que não desperdiçou, para triunfar por 7-4.

No final do encontro, Thiem dirigiu palavras elogiosas a Tsitsipas, definindo-o como um "jogador incrível" e mostrou-se "ansioso para ter ótimas finais no futuro" com o grego.

Por sua vez, Tsitsipas confessou desconhecer como jogou tão bem no segundo parcial, admitindo igualmente que se sentiu "desgastado" no 'set' decisivo.

"Não tenho ideia de como joguei tão bem no segundo 'set'. Foi muito frustrante para mim estar a lidar com esses nervos pela primeira vez num evento tão grande. Eu estava acabado [no terceiro set], não conseguia aguentar, mas as coisas foram decididas no 'tie-break' e estou muito aliviado por este excelente desempenho. Lutei e não desisti", explicou.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.