Open Internacional: Campeã Lulu Sun elogia treinador português Miguel Semedo

A suíça, de 20 anos, impôs-se na final do torneio de São Domingos de Benfica frente à australiana Ellen Perez, por duplo 6-4

• Foto: Carlos Alves Sousa

Lulu Sun, uma tenista ainda amadora, que compete e estuda na Universidade do Texas, conquistou hoje (Domingo) o título mais importante da sua ainda curta carreira, no 1.º Open Internacional de Ténis Feminino de São Domingos de Benfica), que a MP Ténis, a Federação Portuguesa de Ténis e a Junta de Freguesia local organizaram no Bairro São João Ténis, em Lisboa.

Classificada no 737.º posto do ranking mundial, Lulu Sun esteve durante tês semanas acompanhada pelo treinador português Miguel Semedo (antigo semfinalista do Future de Oliveira de Azeméis) e apoderou-se do seu quarto título em torneios do ITF World Tennis Tour, mas o primeiro da categoria W25.

Ellen Perez é treinada pela portuguesa Maria João Koehler (seis vezes campeã nacional e ex-102.ª no ranking WTA), ocupa a 235.ª posição na hierarquia mundial, disputou a sua décima final de singulares em torneios do ITF World Tennis Tour e procurava o seu terceiro título.

Lulu Sun, uma suíça de 20 anos, que ainda em junho teve honras de "All American", ou seja, de integrar a seleção de valores do circuito universitário norte-americano, mostrou que já está pronta para uma carreira profissional e derrotou na final a australiana Ellen Perez, a 3.ª cabeça de série do torneio português de 25 mil dólares em prémios monetários, cerca de 21 mil euros.

Nascida na Nova Zelândia, Lulu Sun tem mãe chinesa e pai croata, mas de há muito residente na Suíça, e venceu por 6-4 e 6-4 em 1h30, numa final caracterizada pelo vento forte e por temperaturas bem mais amenas do que nas meias-finais, tendo sido o primeiro duelo entre ambas.

Foi o seu 11.º encontro em duas semanas e cinco deles em três sets (vinha de uma final perdida em Espanha noutro torneio de categoria W25), pelo que temia-se pela sua resistência física, mas foi ela a arrancar de rompante, vencendo os primeiros três jogos e nunca mais abrandou. No segundo set também adiantou-se logo para 2-0.

Daí que, apesar da boa reação de Ellen Perez em ambos sets, recorrendo ao seu ténis agressivo, de muitos "winners", mas também diversas faltas não provocadas, a australiana não tenha conseguido inverter as desvantagens.

Ellen Perez ganhou 1.386 euros e somou 40 pontos para o ranking mundial, prevendo-se que possa subir do atual 235.º posto para o 213.º. A australiana que vai agora para os Jogos Olímpicos de Tóquio jogar pares com a cotada Sam Stosur (campeã do US Open de 2011), tem esperanças de que este percurso em Portugal tenha sido vital para conseguir disputar o Open dos Estados Unidos, depois de ter passado o qualifying de Wimbledon. Por seu lado, Lulu Sun arrecadou 2.620 euros, adicionou mais 65 pontos ao seu ranking que deverá melhorar da 737.ª posição para a 524.ª.

"Esta semana joguei encontros longos, mas, no fim de contas, consegui-o. Obrigado ao Miguel por estas grandes semanas – temos um título juntos", disse Lulu Sun no seu discurso da cerimónia de entrega de prémios, depois de receber o troféu das mãos do presidente da Federação Portuguesa de Ténis, Vasco Costa.

"Foi um prazer jogar aqui. Chamo a Maria de princesa de Portugal. Não pude conquistar o título para ti, mas tem sido maravilhoso estarmos juntas e espero voltar a Portugal mais vezes. Feliz aniversário pai (John). Não pude dedicar-te o título, mas espero que tenhas tido um grande dia aí na Austrália", discursou, por seu lado, Ellen Perez, depois de elevar o troféu estendido por José Augusto Martinho, o presidente do Bairro de São João.

Miguel Leal, o árbitro distintivo de bronze da Federação Internacional de Ténis, foi presenteado com uma lembrança por José Marques Fernandes, o diretor de torneio, enquanto Manuel Sousa, o promotor do evento, ofereceu uma placa comemorativa ao Bairro São João.

Mesmo antes da final de singulares, realizou-se uma exibição de elementos da seleção nacional de ténis em cadeira de rodas.

Primeiro jogou-se pares e João Couceiro, o vice-campeão nacional de ténis em cadeira de rodas, jogou ao lado de Manuel Sousa, não na qualidade de promotor do torneio, mas de ex-internacional português da Taça Davis.

Esta dupla derrotou por 2-1 o par constituído por João Sanona, jogador das equipas de Portugal que têm disputado o Campeonato do Mundo de Cadeira de Rodas, e Maria João Koehler, enquanto antiga internacional portuguesa da Fed Cup, agora chamada de Billie Jean King Cup.

Depois, disputou-se um duelo de singulares e João Couceiro levou a melhor sobre João Sanona por 6-4, num encontro a sério, competitivo, com equipa de arbitragem constituída pelo árbitro de cadeira João Trindade e pelos juízes de linha Madalena Nobre e João Aguiar.

Por Hugo Ribeiro
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas