Caldas aponta "atitude teatral e lamentável" de jogador do Sporting e mostra imagens

Clube vai protestar jogo com o Sporting

O Caldas apontou este sábado a "atitude teatral e lamentável" de Thiago Sens, jogador do Sporting, no encontro das duas equipas na sexta-feira, lamentando uma vez mais a "decisão da equipa de arbitragem e da delegada do jogo em terminar o jogo". 

"Muito se poderia dizer sobre este jogo no entanto quis a equipa de arbitragem e a delegada do jogo manchar pela negativa ao dar o jogo por terminado, quando contrariando muitas apostas que dariam a derrota clara da equipa do SC Caldas fazia um brilharete dentro e fora do campo contra o Sporting Clube de Portugal. Não podemos deixar de criticar a atitude teatral e lamentável do jogador do Sporting Clube de Portugal, Thiago Sens, que literalmente mandou-se para o chão (as imagens falam por si). Não podemos deixar de lamentar a decisão da equipa de arbitragem e da delegada do jogo em terminar o jogo, será que se o jogo estivesse favorável à equipa do Sporting Clube de Portugal dariam por terminado?", pode ler-se no Facebook do clube.

Recorde-se que o Sporting estava ontem ser surpreendido pelo 9º classificado do Campeonato Nacional, a filial Sp. Caldas, por 25-1 (1º set) e 13-9 (2º set), quando o jogo foi interrompido pela dupla de arbitragem Mafalda Bento e Alexandre Marchão, que alegou falta de condições (humidade e chuva a cair do teto) do Pavilhão Rainha Dona Leonor para a continuidade do encontro. O jogo vai ser remarcado, e começará de início, ou seja, em 0-0. Os regulamentos previam outras opções, como a continuidade do jogo até que as condições melhorassem, no espaço de 4 horas, ou então prosseguir noutro recinto. Nem uma nem outra foram alternativa por não haver condições para a executar.

Enquanto o Sporting aceitou a decisão de Mafalda Bento, recolhendo de imediato aos balneários, a equipa local não gostou da decisão de interromper o jogo, ao ponto de... "Vamos protestar, temos um prazo de 48 horas para o fazer", revelou a Record Frederico Casimiro, treinador do Sp. Caldas, explicando as razões que avançam o clube para esta decisão. "Se não havia condições no pavilhão, a decisão tinha de ser tomada antes do jogo. Nós jogámos e vencemos o set na parte em que o Sporting se queixa da humidade, e estávamos a vencer o segundo por 13-9 quando de repente se interrompeu o jogo. Falei com a árbitro, que me explicou que a decisão de interromper foi porque havia um jogador do Sporting que tinha escorregado três vezes."

22
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Voleibol

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0