Nasceram depois de 2001 e têm muita fé neles: quem são os jogadores mais promissores?

50. Pablo Moreno (Juventus) - Ainda não se estreou com a camisola da 'Vecchia Signora', mas já faz crescer água na boca dos adeptos. Com apenas 17 anos, Pablo Moreno, que marcou mais de 200 golos nas camadas jovens do Barcelona, já jogou pela equipa sub-23 da Juve e até foi convocado para um jogo da Taça de Itália na última temporada. A estreia avizinha-se.
49. Luqman Hakim (K.V. Kortrijk) - Veloz e extremamente dotado de qualidade individual, Luqman Hakim, de 18 anos, já se estreou pela seleção sub-23 da Malásia. Tem pela frente um contrato de cinco anos com os belgas do K.V. Kortrijk.
48. Luca Unbehaun (Borussia Dortmund) - É atualmente um dos guarda-redes alemães mais promissores do Mundo. Contratado pela formação aurinegra em 2016, quando tinha apenas 15 anos, segue ainda sem uma oportunidade na equipa principal. Contudo, o lugar da baliza na Youth League já é seu. Será uma questão de tempo até dar o salto para um maior grau de competitividade.
47. Naci Unuvar (Ajax) - De apenas 16 anos, mas cheio de determinação, que pode lhe valer um futuro promissor. A jovem estrela do Ajax destronou Clarence Seedorf como o mais jovem de sempre a marcar pela equipa principal. A sondagem do Barcelona pode ser um perigo para os responsáveis holandeses, que já procuram forma de blindar o internacional sub-18.
46. Daniel Maldini (AC Milan) - 'É um poeta com bola', as palavras que Paolo Maldini, pai do jovem médio rossoneri, disse a respeito do filho e que não estarão muito longe da realidade. Ao contrário dos seus antepassados, Daniel, de 18 anos, não tem a mesma bravura defensiva, mas é dotado de capacidades técnicas que o seu avô e pai não tinham.
45. Xavi Simmons (Paris Saint-Germain) - Poderá vir a ser um dos maiores erros do Barcelona no futuro. O jovem prodígio holandês, de 16 anos, estava desde 2010 na cantera blaugrana, mas não foi capaz de recusar um novo desafio na tão (ainda) curta carreira e mudou-se para o Paris Saint-Germain. Chegado à formação de Paris, ganhou logo um lugar na equipa sub-19.
44. Youssoufa Moukoko (Borussia Dortmund) - O internacional sub-16 alemão é, atualmente, o atleta mais jovem de sempre a atuar e marcar numa partida da Youth League. Uma das maiores promessas da atualidade, Youssoufa, de 15 anos, terá ainda de esperar duas temporadas para que possa ver a sua estreia pela equipa principal do Dortmund acontecer, face às restrições de idade existentes na Bundesliga.
43. Efraín Álvarez (LA Galaxy) - Elogiado por Zlatan Ibrahimoic (e logo quem), Efraín Álvarez é uma das maiores promessas dos LA Galaxy. Natural de Los Angeles, mas internacional pelas seleções jovens do México, o jovem extremo de 17 anos tem sido uma verdadeira dor de cabeça para os Estados Unidos e México, países que Efraín pode representar nas competições internacionais.
42. Alessio Riccardi (AS Roma) - Talentoso, versátil e criativo são tudo qualidades deste jovem médio italiano. Ainda sem qualquer minuto na Serie A, Alessio conta já com várias chamadas às convocatórias de Paulo Fonseca, que já utilizou o internacional sub-19 para a Taça de Itália. Tem contrato com a AS Roma até 2023.
41. Bryan Gil (Sevilha / Leganés) - Apesar do empréstimo ao Leganés, não é difícil perceber que o Sevilha, equipa orientada por Julen Lopetegui, perspetiva um grande futuro ao jovem lateral-esquerdo. Tem contrato até 2023 e foi uma das principais figuras da seleção espanhola campeã no Europeu de sub-19.
40. Troy Parrott (Tottenham) - Elogiado recentemente por Christian Eriksen, Troy Parrott é uma das grandes expectativas da Irlanda e do Tottenham. Com apenas 18 anos, o jovem avançado já se estreou pela seleção irlandesa, bem como pelos spurs. Atualmente, tem contrato com a formação de Londres até 2023.
39. Konrad de la Fuente (Barcelona) - Depois da saída de Xavi Simmons para o Paris Saint-Germain, o Barcelona procura não perder mais uma jovem pérola da formação blaugrana. Aos 18 anos, De la Fuente já faz parte da seleção sub-20 dos Estados Unidos.
38. Isaac Lihadji (Marselha) - Apesar de ter sido chamado por André Villas-Boas para fazer a sua estreia pela equipa principal do Marselha, Isaac Lihadji pode estar com um pé fora da formação francesa. O motivo? Não concordou em renovar com o clube e acabou por ser afastado da equipa.
37. Ander Barrenetxea (Real Sociedad) - É o primeiro jogador a subir da academia da Real Sociedad a saltar da equipa B para a formação principal desde Antoine Griezmann. Não há dúvidas de que a Real Sociedad coloca muita expectativa neste jovem avançado, não tivesse colocado uma cláusula de rescisão de 60 milhões no contrato do jogador.
36. Marcos Paulo (Fluminense) - Um dos jogadores jovens mais vistosos da última temporada do Brasileirão, não tivesse o Barcelona entrado na corrida pelo passe do avançado com uma proposta de 5 milhões de euros, que foi prontamente recusada.
35. Lucien Agoumé (Inter) - Semi-finalista pela França no Campeonato Europeu de Sub-17, Lucien Agoumé é já uma das promessas dos nerazzurri. Estreou-se pela equipa principal em dezembro do último ano.
34. Gabriel Veron (Palmeiras) - Desconhecido para a maioria, o avançado do Palmeiras rapidamente deu nas vistas após ser considerado o melhor jogador do Mundial de Sub-17, tendo ajudado o Brasil a conquistar o título contribuindo com três golos e duas assistências. Posteriormente, subiu à equipa principal do Verdão, onde já ganhou estatuto de futura estrela.
33. Billy Gikmour (Chelsea) - Estreou-se aos 15 anos de idade nos escocesese do Rangers e desde então ganhou notariedade no mundo do futebol. Esta temporada, o jovem médio do Chelsea foi chamado por Frank Lampard à titularidade... e não desiludiu.
32. Ki-Jana Hoever (Liverpool) - Um bom desempenho no primeiro treino com a equipa principal, em 2018, ajudou o jovem lateral-direito do Liverpool a conquistar a admiração do treinador Jürgen Klopp. 'É um jogador fantástico', afirmou o alemão, sobre o internacional sub-17 holandês.
31. Benoît Badiashile (Monaco) - Esteve ligado ao Valencia no mercado de inverno mas acabou por ficar no principado. O defesa-central, que tem Samuel Umtiti como ídolo, possui, aos 19 anos de idade, um bom arcaboiço de competitividade, não tivesse o mesmo se estreado pela equipa principal em... 2018.
30. Antonio Marin (Dínamo Zagreb) - O interesse de tubarões europeus como o Milan, Paris Saint-Germain ou Juventus não desviou o jovem médio croata de assinar o primeiro contrato profissional com o Dínamo Zagreb. Aos 19 anos, Antonio Marin já faz parte da seleção sub-21 croata.
29. Tomás Tavares (Benfica) - A lesão de André Almeida valeu-lhe uma oportunidade na equipa liderada por Bruno Lage. O trabalho e as boas exibições, tanto no campeonato como para a Liga dos Campeões, deram confiança ao jovem lateral-direito - que também pode atuar pela esquerda - e a aposta do treinador no internacional sub-21 português deve ser para manter.
28. Yari Verschaeren (Anderlecht) - A presente temporada não arrancou da melhor forma possível para o jovem médio do Anderlecht, ao contrair uma lesão que o manteve afastado dos relvados por algum tempo. Contudo, de ressalvar que já se estreou pela seleção principal belga, tendo apontado o seu primeiro golo na segunda internacionalização.
27. Curtis Jones (Liverpool) - Com um meio-campo dotado de talento, seria difícil que Curtis Jones conseguisse somar minutos na equipa principal do Liverpool, mas a verdade é que conseguiu. Com apenas 19 anos, Curtis pode orgulhar-se de já ter envergado a braçadeira de capitão dos reds, além de ter marcado golos decisivos diante do Arsenal e Everton, para a Taça da Liga Inglesa e para a Taça de Inglaterra, respetivamente.
26. Lassina Traoré (Ajax) - Estreou-se na seleção principal da Burkina Faso em 2017, com apenas 16 anos de idade. Nas duas últimas temporadas esteve emprestado à filial Ajax Cape Town, mas logo os dirigentes holandeses perceberam que o seu talento teria lugar na equipa principal. Esta temporada, estreou-se a marcar na Eredivisie, diante do ADO Den Haag.
25. João Pedro (Watford) - Sem qualquer minuto somado na equipa principal do Fluminense, João Pedro conseguiu captar as atenções dos ingleses do Watford, que chegaram a acordo com o clube brasileiro para a contratação do jovem avançado. Pouco depois da chegada a Inglaterra, João Pedro estreou-se pelos Hornets na Taça de Inglaterra.
24. Karim Adeyemi (Red Bull Salzburgo) - Depois de passar a primeira metade da temporada 2018/19 emprestado ao FC Liefering, da 2.ª divisão austríaca, Karim Adeyemi recebeu a ordem de regresso ao Red Bull Salzburgo. O motivo? Para além do talento do jogador - que era o melhor marcador da formação do segundo escalão -, a sondagem do Chelsea e Liverpool ao jovem alemão.
23. Giovanni Reyna (Borussia Dortmund) - Jorg Heinrich, ex-treinador do Borussia Dortmund, acredita que o jovem norte-americano poderá ser o sucessor do compatriota Pulisic, que triunfou com a camisola auringra entre 2015 e 2019.
22. Joshua Zirkzee (Bayern Munique) - Oito minutos nos seus primeiros dois jogos pelo Bayern Munique chegaram para Joshua Zirkzee marcar dois golos decisivos e merecer a atenção dos adeptos bávaros.
21. Fábio Silva (FC Porto) - Aos 17 anos, o avançado do FC Porto já é o mais jovem de sempre a estrear-se e a marcar pela equipa principal. Com um contrato até 2025, com uma cláusula de rescisão astronómica de 125 milhões de euros, não será fácil retirar o jovem internacional português da formação azul e branca sem ter de abrir os cordões à bolsa.
20. Myron Boadu (AZ Alkmaar) - Aos 19 anos, Myron Boadu já é um dos principais marcadores do emblema holandês. O jovem avançado holandês teve a oportunidade de juntar-se, numa fase mais inicial da carreira, ao Ajax ou Arsenal, mas a escolha pelo AZ Alkmaar parece ter sido a mais acertada.
19. Thiago Almada (Vélez Sarsfield) - Este não é um nome desconhecido para alguns portugueses, não tivesse o médio argentino sido associado ao Sporting no último mercado de verão. Recentemente, renovou contrato com o Vélez Sarsfield até 2023, mas não significa que permaneça no final da presente temporada no clube.
18. Pedri (Las Palmas) - Três jogos enquanto profissional chegaram para que o Barcelona concordasse pagar 5 milhões de euros pelo passe de Pedri. É visto como um dos jogadores espanhóis mais promissores, sendo associado a Andrés Iniesta, antigo jogador dos blaugrana.
17. Harvey Elliott (Liverpool) - É um dos jovens jogadores de quem mais se espera no futuro. Com 16 anos, Harvey Elliott tornou-se no mais jovem jogador de sempre a estrear-se na Premier League e, apesar da forte concorrência nas alas dos reds (Sadio Mané e Salah), já foi chamado por Jürgen Klopp para titular.
16. Adil Aouchiche (Paris Saint-Germain) - A subida à equipa principal do Paris Saint-Germain pode não ser muito fácil de obter - não tivesse o clube recheado de estrelas -, mas Adil Aouchiche já colocou o seu nome nos marcadores dos parisienses esta temporada. Esse feito quer dizer algo, não?
15. Bukayo Saka (Arsenal) - Os tempos vividos no Emirates Stadium não têm sido os melhores, mas uma coisa não muda: a crença dos dirigentes em Bukayo Saka. Aos 18 anos, o inglês é um dos jogadores mais promissores da formação dos gunners.
14. Rayan Cherki (Lyon) - Admirado por Kylian Mbappé, Rayan Cherki já entrou para a história do Lyon ao tornar-se no jogador mais jovem de sempre do clube a marcar. Perspetiva-se-lhe um grande futuro, não tivesse apenas 16 anos.
13. Eric García (Manchester City) - A lesão de Aymeric Laporte perspetivava algumas dificuldades à equipa orientada por Pep Guardiola. Contudo, o aparecimento de Eric García, de 19 anos, devolveu aos citizens a estabilidade necessária no centro da defesa, algo que motivou o clube a querer aumentar o salário e a duração de contrato do espanhol.
12. William Saliba (Arsenal/Saint-Étienne) - Contratado pelos gunners por 27 milhões de euros, William Saliba permanece emprestado ao Saint-Étienne até ao final da presente temporada. Mathieu Debuchy, ex-Arsenal, deposita muita confiança no internacional sub-20 francês, acreditando que o valor pago pelos gunners será uma verdadeira pechincha no futuro.
11. Sebastiano Esposito (Inter) - É o jogador mais jovem de sempre a disputar uma partida das competições europeias pelo Inter, com apenas 16 anos e 255 dias. Recentemente renovou contrato com os nerazzurri por mais três anos, até 2022.
10. Ryan Gravenberch (Ajax) - A fábrica de talentos holandesa continua a lançar jogadores fenomenais. Depois de Matthijs de Ligt e Frenkie de Jong, é a vez do Ajax mostrar ao mundo o talento de Ryan Gravenberc, de 17 anos.
9. Takefusa Kubo (Real Madrid/Maiorca) - Apelidado de 'Messi japonês', Takefusa Kubo representa, esta temporada, o Maiorca da 2.ª divisão espanhola, por empréstimo do Real Madrid. Sem espaço na formação merengue, o talentoso nipónico espera agora por uma oportunidade na equipa de Zidane na próxima temporada.
8. Mohamed Ihattaren (PSV) - Apesar de ter cumprido a estreia oficial pela equipa principal do PSV esta temporada, Mohamed Ihattaren já demonstrou ser extremamente influente na equipa.
7. Lee Kang-in (Valencia) - O vice-campeão sub-20 sul coreano, melhor jogador da prova com dois golos e quatro assistências, é um dos atletas mais promissores do conjunto espanhol. O talento, esse, já lhe era reconhecido desde os 6 anos de idade, quando apareceu num reality show sul coreano e surpreendeu tudo e todos.
6. Gabriel Martinelli (Arsenal) - O brasileiro, de 18 anos, é uma das peças mais entusiasmantes que prometem alegrar o futuro do Arsenal. Frio no momento de chutar à baliza e com uma postura combativa e competitiva de se destacar, o jovem dos gunners parece estar destinado ao estrelato.
5. Eduardo Camavinga (Rennes) - Nascido em Angola, Eduardo Camavinga já faz parte da seleção francesa de sub-21, tendo conquistado ainda a titularidade da formação francesa. Saltou para as luzes da ribalta quando exibiu-se a grande nível num encontro diante do PSG.
4. Reinier (Real Madrid) - A antiga pérola do Flamengo de Jorge Jesus é a definição de entusiasmo. Velocidade, drible desconcertante e com grande poder de finalização são tudo qualidades do jovem brasileiro que obrigou o Real Madrid a desembolsar 35 milhões de euros na última janela de transferências.
3. Mason Greenwood (Manchester United) - Elogiado por antigas lendas e adeptos do Manchester United, o internacional sub-21 inglês tem a aprovação necessária para brilhar com a camisola dos red devils. Algo que já começou a fazer.
2. Ansu Fati (Barcelona) - É o mais jovem jogador de sempre a marcar da história da Liga dos Campeões. O atleta nascido na Guiné-Bissau, que entretanto naturalizou-se espanhol, tornou-se ainda no mais jovem de sempre a marcar dois golos no campeonato espanhol. Ansu Fati parece ter um campo magnético incrível, pois atrai tudo o que são recordes.
1. Rodrygo (Real Madrid) - Estava a estranhar a ausência de Rodrygo na lista, não estava? Calma. O extremo brasileiro, de 19 anos, é a nova joia dos adeptos merengues, que pediam por alguém que os fizesse esquecer a saída de Cristiano Ronaldo e a permanente ausência existencial de Bale. A verdade é que o internacional canarinho não alcançou (nem de perto) os números do português, mas voltou a trazer magia e alegria às bancadas do Bernabéu. E isso já deve contar alguma coisa.
50. Pablo Moreno (Juventus) - Ainda não se estreou com a camisola da 'Vecchia Signora', mas já faz crescer água na boca dos adeptos. Com apenas 17 anos, Pablo Moreno, que marcou mais de 200 golos nas camadas jovens do Barcelona, já jogou pela equipa sub-23 da Juve e até foi convocado para um jogo da Taça de Itália na última temporada. A estreia avizinha-se.
49. Luqman Hakim (K.V. Kortrijk) - Veloz e extremamente dotado de qualidade individual, Luqman Hakim, de 18 anos, já se estreou pela seleção sub-23 da Malásia. Tem pela frente um contrato de cinco anos com os belgas do K.V. Kortrijk.
48. Luca Unbehaun (Borussia Dortmund) - É atualmente um dos guarda-redes alemães mais promissores do Mundo. Contratado pela formação aurinegra em 2016, quando tinha apenas 15 anos, segue ainda sem uma oportunidade na equipa principal. Contudo, o lugar da baliza na Youth League já é seu. Será uma questão de tempo até dar o salto para um maior grau de competitividade.
47. Naci Unuvar (Ajax) - De apenas 16 anos, mas cheio de determinação, que pode lhe valer um futuro promissor. A jovem estrela do Ajax destronou Clarence Seedorf como o mais jovem de sempre a marcar pela equipa principal. A sondagem do Barcelona pode ser um perigo para os responsáveis holandeses, que já procuram forma de blindar o internacional sub-18.
46. Daniel Maldini (AC Milan) - 'É um poeta com bola', as palavras que Paolo Maldini, pai do jovem médio rossoneri, disse a respeito do filho e que não estarão muito longe da realidade. Ao contrário dos seus antepassados, Daniel, de 18 anos, não tem a mesma bravura defensiva, mas é dotado de capacidades técnicas que o seu avô e pai não tinham.
45. Xavi Simmons (Paris Saint-Germain) - Poderá vir a ser um dos maiores erros do Barcelona no futuro. O jovem prodígio holandês, de 16 anos, estava desde 2010 na cantera blaugrana, mas não foi capaz de recusar um novo desafio na tão (ainda) curta carreira e mudou-se para o Paris Saint-Germain. Chegado à formação de Paris, ganhou logo um lugar na equipa sub-19.
44. Youssoufa Moukoko (Borussia Dortmund) - O internacional sub-16 alemão é, atualmente, o atleta mais jovem de sempre a atuar e marcar numa partida da Youth League. Uma das maiores promessas da atualidade, Youssoufa, de 15 anos, terá ainda de esperar duas temporadas para que possa ver a sua estreia pela equipa principal do Dortmund acontecer, face às restrições de idade existentes na Bundesliga.
43. Efraín Álvarez (LA Galaxy) - Elogiado por Zlatan Ibrahimoic (e logo quem), Efraín Álvarez é uma das maiores promessas dos LA Galaxy. Natural de Los Angeles, mas internacional pelas seleções jovens do México, o jovem extremo de 17 anos tem sido uma verdadeira dor de cabeça para os Estados Unidos e México, países que Efraín pode representar nas competições internacionais.
42. Alessio Riccardi (AS Roma) - Talentoso, versátil e criativo são tudo qualidades deste jovem médio italiano. Ainda sem qualquer minuto na Serie A, Alessio conta já com várias chamadas às convocatórias de Paulo Fonseca, que já utilizou o internacional sub-19 para a Taça de Itália. Tem contrato com a AS Roma até 2023.
41. Bryan Gil (Sevilha / Leganés) - Apesar do empréstimo ao Leganés, não é difícil perceber que o Sevilha, equipa orientada por Julen Lopetegui, perspetiva um grande futuro ao jovem lateral-esquerdo. Tem contrato até 2023 e foi uma das principais figuras da seleção espanhola campeã no Europeu de sub-19.
40. Troy Parrott (Tottenham) - Elogiado recentemente por Christian Eriksen, Troy Parrott é uma das grandes expectativas da Irlanda e do Tottenham. Com apenas 18 anos, o jovem avançado já se estreou pela seleção irlandesa, bem como pelos spurs. Atualmente, tem contrato com a formação de Londres até 2023.
39. Konrad de la Fuente (Barcelona) - Depois da saída de Xavi Simmons para o Paris Saint-Germain, o Barcelona procura não perder mais uma jovem pérola da formação blaugrana. Aos 18 anos, De la Fuente já faz parte da seleção sub-20 dos Estados Unidos.
38. Isaac Lihadji (Marselha) - Apesar de ter sido chamado por André Villas-Boas para fazer a sua estreia pela equipa principal do Marselha, Isaac Lihadji pode estar com um pé fora da formação francesa. O motivo? Não concordou em renovar com o clube e acabou por ser afastado da equipa.
37. Ander Barrenetxea (Real Sociedad) - É o primeiro jogador a subir da academia da Real Sociedad a saltar da equipa B para a formação principal desde Antoine Griezmann. Não há dúvidas de que a Real Sociedad coloca muita expectativa neste jovem avançado, não tivesse colocado uma cláusula de rescisão de 60 milhões no contrato do jogador.
36. Marcos Paulo (Fluminense) - Um dos jogadores jovens mais vistosos da última temporada do Brasileirão, não tivesse o Barcelona entrado na corrida pelo passe do avançado com uma proposta de 5 milhões de euros, que foi prontamente recusada.
35. Lucien Agoumé (Inter) - Semi-finalista pela França no Campeonato Europeu de Sub-17, Lucien Agoumé é já uma das promessas dos nerazzurri. Estreou-se pela equipa principal em dezembro do último ano.
34. Gabriel Veron (Palmeiras) - Desconhecido para a maioria, o avançado do Palmeiras rapidamente deu nas vistas após ser considerado o melhor jogador do Mundial de Sub-17, tendo ajudado o Brasil a conquistar o título contribuindo com três golos e duas assistências. Posteriormente, subiu à equipa principal do Verdão, onde já ganhou estatuto de futura estrela.
33. Billy Gikmour (Chelsea) - Estreou-se aos 15 anos de idade nos escocesese do Rangers e desde então ganhou notariedade no mundo do futebol. Esta temporada, o jovem médio do Chelsea foi chamado por Frank Lampard à titularidade... e não desiludiu.
32. Ki-Jana Hoever (Liverpool) - Um bom desempenho no primeiro treino com a equipa principal, em 2018, ajudou o jovem lateral-direito do Liverpool a conquistar a admiração do treinador Jürgen Klopp. 'É um jogador fantástico', afirmou o alemão, sobre o internacional sub-17 holandês.
31. Benoît Badiashile (Monaco) - Esteve ligado ao Valencia no mercado de inverno mas acabou por ficar no principado. O defesa-central, que tem Samuel Umtiti como ídolo, possui, aos 19 anos de idade, um bom arcaboiço de competitividade, não tivesse o mesmo se estreado pela equipa principal em... 2018.
30. Antonio Marin (Dínamo Zagreb) - O interesse de tubarões europeus como o Milan, Paris Saint-Germain ou Juventus não desviou o jovem médio croata de assinar o primeiro contrato profissional com o Dínamo Zagreb. Aos 19 anos, Antonio Marin já faz parte da seleção sub-21 croata.
29. Tomás Tavares (Benfica) - A lesão de André Almeida valeu-lhe uma oportunidade na equipa liderada por Bruno Lage. O trabalho e as boas exibições, tanto no campeonato como para a Liga dos Campeões, deram confiança ao jovem lateral-direito - que também pode atuar pela esquerda - e a aposta do treinador no internacional sub-21 português deve ser para manter.
28. Yari Verschaeren (Anderlecht) - A presente temporada não arrancou da melhor forma possível para o jovem médio do Anderlecht, ao contrair uma lesão que o manteve afastado dos relvados por algum tempo. Contudo, de ressalvar que já se estreou pela seleção principal belga, tendo apontado o seu primeiro golo na segunda internacionalização.
27. Curtis Jones (Liverpool) - Com um meio-campo dotado de talento, seria difícil que Curtis Jones conseguisse somar minutos na equipa principal do Liverpool, mas a verdade é que conseguiu. Com apenas 19 anos, Curtis pode orgulhar-se de já ter envergado a braçadeira de capitão dos reds, além de ter marcado golos decisivos diante do Arsenal e Everton, para a Taça da Liga Inglesa e para a Taça de Inglaterra, respetivamente.
26. Lassina Traoré (Ajax) - Estreou-se na seleção principal da Burkina Faso em 2017, com apenas 16 anos de idade. Nas duas últimas temporadas esteve emprestado à filial Ajax Cape Town, mas logo os dirigentes holandeses perceberam que o seu talento teria lugar na equipa principal. Esta temporada, estreou-se a marcar na Eredivisie, diante do ADO Den Haag.
25. João Pedro (Watford) - Sem qualquer minuto somado na equipa principal do Fluminense, João Pedro conseguiu captar as atenções dos ingleses do Watford, que chegaram a acordo com o clube brasileiro para a contratação do jovem avançado. Pouco depois da chegada a Inglaterra, João Pedro estreou-se pelos Hornets na Taça de Inglaterra.
24. Karim Adeyemi (Red Bull Salzburgo) - Depois de passar a primeira metade da temporada 2018/19 emprestado ao FC Liefering, da 2.ª divisão austríaca, Karim Adeyemi recebeu a ordem de regresso ao Red Bull Salzburgo. O motivo? Para além do talento do jogador - que era o melhor marcador da formação do segundo escalão -, a sondagem do Chelsea e Liverpool ao jovem alemão.
23. Giovanni Reyna (Borussia Dortmund) - Jorg Heinrich, ex-treinador do Borussia Dortmund, acredita que o jovem norte-americano poderá ser o sucessor do compatriota Pulisic, que triunfou com a camisola auringra entre 2015 e 2019.
22. Joshua Zirkzee (Bayern Munique) - Oito minutos nos seus primeiros dois jogos pelo Bayern Munique chegaram para Joshua Zirkzee marcar dois golos decisivos e merecer a atenção dos adeptos bávaros.
21. Fábio Silva (FC Porto) - Aos 17 anos, o avançado do FC Porto já é o mais jovem de sempre a estrear-se e a marcar pela equipa principal. Com um contrato até 2025, com uma cláusula de rescisão astronómica de 125 milhões de euros, não será fácil retirar o jovem internacional português da formação azul e branca sem ter de abrir os cordões à bolsa.
20. Myron Boadu (AZ Alkmaar) - Aos 19 anos, Myron Boadu já é um dos principais marcadores do emblema holandês. O jovem avançado holandês teve a oportunidade de juntar-se, numa fase mais inicial da carreira, ao Ajax ou Arsenal, mas a escolha pelo AZ Alkmaar parece ter sido a mais acertada.
19. Thiago Almada (Vélez Sarsfield) - Este não é um nome desconhecido para alguns portugueses, não tivesse o médio argentino sido associado ao Sporting no último mercado de verão. Recentemente, renovou contrato com o Vélez Sarsfield até 2023, mas não significa que permaneça no final da presente temporada no clube.
18. Pedri (Las Palmas) - Três jogos enquanto profissional chegaram para que o Barcelona concordasse pagar 5 milhões de euros pelo passe de Pedri. É visto como um dos jogadores espanhóis mais promissores, sendo associado a Andrés Iniesta, antigo jogador dos blaugrana.
17. Harvey Elliott (Liverpool) - É um dos jovens jogadores de quem mais se espera no futuro. Com 16 anos, Harvey Elliott tornou-se no mais jovem jogador de sempre a estrear-se na Premier League e, apesar da forte concorrência nas alas dos reds (Sadio Mané e Salah), já foi chamado por Jürgen Klopp para titular.
16. Adil Aouchiche (Paris Saint-Germain) - A subida à equipa principal do Paris Saint-Germain pode não ser muito fácil de obter - não tivesse o clube recheado de estrelas -, mas Adil Aouchiche já colocou o seu nome nos marcadores dos parisienses esta temporada. Esse feito quer dizer algo, não?
15. Bukayo Saka (Arsenal) - Os tempos vividos no Emirates Stadium não têm sido os melhores, mas uma coisa não muda: a crença dos dirigentes em Bukayo Saka. Aos 18 anos, o inglês é um dos jogadores mais promissores da formação dos gunners.
14. Rayan Cherki (Lyon) - Admirado por Kylian Mbappé, Rayan Cherki já entrou para a história do Lyon ao tornar-se no jogador mais jovem de sempre do clube a marcar. Perspetiva-se-lhe um grande futuro, não tivesse apenas 16 anos.
13. Eric García (Manchester City) - A lesão de Aymeric Laporte perspetivava algumas dificuldades à equipa orientada por Pep Guardiola. Contudo, o aparecimento de Eric García, de 19 anos, devolveu aos citizens a estabilidade necessária no centro da defesa, algo que motivou o clube a querer aumentar o salário e a duração de contrato do espanhol.
12. William Saliba (Arsenal/Saint-Étienne) - Contratado pelos gunners por 27 milhões de euros, William Saliba permanece emprestado ao Saint-Étienne até ao final da presente temporada. Mathieu Debuchy, ex-Arsenal, deposita muita confiança no internacional sub-20 francês, acreditando que o valor pago pelos gunners será uma verdadeira pechincha no futuro.
11. Sebastiano Esposito (Inter) - É o jogador mais jovem de sempre a disputar uma partida das competições europeias pelo Inter, com apenas 16 anos e 255 dias. Recentemente renovou contrato com os nerazzurri por mais três anos, até 2022.
10. Ryan Gravenberch (Ajax) - A fábrica de talentos holandesa continua a lançar jogadores fenomenais. Depois de Matthijs de Ligt e Frenkie de Jong, é a vez do Ajax mostrar ao mundo o talento de Ryan Gravenberc, de 17 anos.
9. Takefusa Kubo (Real Madrid/Maiorca) - Apelidado de 'Messi japonês', Takefusa Kubo representa, esta temporada, o Maiorca da 2.ª divisão espanhola, por empréstimo do Real Madrid. Sem espaço na formação merengue, o talentoso nipónico espera agora por uma oportunidade na equipa de Zidane na próxima temporada.
8. Mohamed Ihattaren (PSV) - Apesar de ter cumprido a estreia oficial pela equipa principal do PSV esta temporada, Mohamed Ihattaren já demonstrou ser extremamente influente na equipa.
7. Lee Kang-in (Valencia) - O vice-campeão sub-20 sul coreano, melhor jogador da prova com dois golos e quatro assistências, é um dos atletas mais promissores do conjunto espanhol. O talento, esse, já lhe era reconhecido desde os 6 anos de idade, quando apareceu num reality show sul coreano e surpreendeu tudo e todos.
6. Gabriel Martinelli (Arsenal) - O brasileiro, de 18 anos, é uma das peças mais entusiasmantes que prometem alegrar o futuro do Arsenal. Frio no momento de chutar à baliza e com uma postura combativa e competitiva de se destacar, o jovem dos gunners parece estar destinado ao estrelato.
5. Eduardo Camavinga (Rennes) - Nascido em Angola, Eduardo Camavinga já faz parte da seleção francesa de sub-21, tendo conquistado ainda a titularidade da formação francesa. Saltou para as luzes da ribalta quando exibiu-se a grande nível num encontro diante do PSG.
4. Reinier (Real Madrid) - A antiga pérola do Flamengo de Jorge Jesus é a definição de entusiasmo. Velocidade, drible desconcertante e com grande poder de finalização são tudo qualidades do jovem brasileiro que obrigou o Real Madrid a desembolsar 35 milhões de euros na última janela de transferências.
3. Mason Greenwood (Manchester United) - Elogiado por antigas lendas e adeptos do Manchester United, o internacional sub-21 inglês tem a aprovação necessária para brilhar com a camisola dos red devils. Algo que já começou a fazer.
2. Ansu Fati (Barcelona) - É o mais jovem jogador de sempre a marcar da história da Liga dos Campeões. O atleta nascido na Guiné-Bissau, que entretanto naturalizou-se espanhol, tornou-se ainda no mais jovem de sempre a marcar dois golos no campeonato espanhol. Ansu Fati parece ter um campo magnético incrível, pois atrai tudo o que são recordes.
1. Rodrygo (Real Madrid) - Estava a estranhar a ausência de Rodrygo na lista, não estava? Calma. O extremo brasileiro, de 19 anos, é a nova joia dos adeptos merengues, que pediam por alguém que os fizesse esquecer a saída de Cristiano Ronaldo e a permanente ausência existencial de Bale. A verdade é que o internacional canarinho não alcançou (nem de perto) os números do português, mas voltou a trazer magia e alegria às bancadas do Bernabéu. E isso já deve contar alguma coisa.
50. Pablo Moreno (Juventus) - Ainda não se estreou com a camisola da 'Vecchia Signora', mas já faz crescer água na boca dos adeptos. Com apenas 17 anos, Pablo Moreno, que marcou mais de 200 golos nas camadas jovens do Barcelona, já jogou pela equipa sub-23 da Juve e até foi convocado para um jogo da Taça de Itália na última temporada. A estreia avizinha-se.
49. Luqman Hakim (K.V. Kortrijk) - Veloz e extremamente dotado de qualidade individual, Luqman Hakim, de 18 anos, já se estreou pela seleção sub-23 da Malásia. Tem pela frente um contrato de cinco anos com os belgas do K.V. Kortrijk.
48. Luca Unbehaun (Borussia Dortmund) - É atualmente um dos guarda-redes alemães mais promissores do Mundo. Contratado pela formação aurinegra em 2016, quando tinha apenas 15 anos, segue ainda sem uma oportunidade na equipa principal. Contudo, o lugar da baliza na Youth League já é seu. Será uma questão de tempo até dar o salto para um maior grau de competitividade.
47. Naci Unuvar (Ajax) - De apenas 16 anos, mas cheio de determinação, que pode lhe valer um futuro promissor. A jovem estrela do Ajax destronou Clarence Seedorf como o mais jovem de sempre a marcar pela equipa principal. A sondagem do Barcelona pode ser um perigo para os responsáveis holandeses, que já procuram forma de blindar o internacional sub-18.
46. Daniel Maldini (AC Milan) - 'É um poeta com bola', as palavras que Paolo Maldini, pai do jovem médio rossoneri, disse a respeito do filho e que não estarão muito longe da realidade. Ao contrário dos seus antepassados, Daniel, de 18 anos, não tem a mesma bravura defensiva, mas é dotado de capacidades técnicas que o seu avô e pai não tinham.
45. Xavi Simmons (Paris Saint-Germain) - Poderá vir a ser um dos maiores erros do Barcelona no futuro. O jovem prodígio holandês, de 16 anos, estava desde 2010 na cantera blaugrana, mas não foi capaz de recusar um novo desafio na tão (ainda) curta carreira e mudou-se para o Paris Saint-Germain. Chegado à formação de Paris, ganhou logo um lugar na equipa sub-19.
44. Youssoufa Moukoko (Borussia Dortmund) - O internacional sub-16 alemão é, atualmente, o atleta mais jovem de sempre a atuar e marcar numa partida da Youth League. Uma das maiores promessas da atualidade, Youssoufa, de 15 anos, terá ainda de esperar duas temporadas para que possa ver a sua estreia pela equipa principal do Dortmund acontecer, face às restrições de idade existentes na Bundesliga.
43. Efraín Álvarez (LA Galaxy) - Elogiado por Zlatan Ibrahimoic (e logo quem), Efraín Álvarez é uma das maiores promessas dos LA Galaxy. Natural de Los Angeles, mas internacional pelas seleções jovens do México, o jovem extremo de 17 anos tem sido uma verdadeira dor de cabeça para os Estados Unidos e México, países que Efraín pode representar nas competições internacionais.
42. Alessio Riccardi (AS Roma) - Talentoso, versátil e criativo são tudo qualidades deste jovem médio italiano. Ainda sem qualquer minuto na Serie A, Alessio conta já com várias chamadas às convocatórias de Paulo Fonseca, que já utilizou o internacional sub-19 para a Taça de Itália. Tem contrato com a AS Roma até 2023.
41. Bryan Gil (Sevilha / Leganés) - Apesar do empréstimo ao Leganés, não é difícil perceber que o Sevilha, equipa orientada por Julen Lopetegui, perspetiva um grande futuro ao jovem lateral-esquerdo. Tem contrato até 2023 e foi uma das principais figuras da seleção espanhola campeã no Europeu de sub-19.
40. Troy Parrott (Tottenham) - Elogiado recentemente por Christian Eriksen, Troy Parrott é uma das grandes expectativas da Irlanda e do Tottenham. Com apenas 18 anos, o jovem avançado já se estreou pela seleção irlandesa, bem como pelos spurs. Atualmente, tem contrato com a formação de Londres até 2023.
39. Konrad de la Fuente (Barcelona) - Depois da saída de Xavi Simmons para o Paris Saint-Germain, o Barcelona procura não perder mais uma jovem pérola da formação blaugrana. Aos 18 anos, De la Fuente já faz parte da seleção sub-20 dos Estados Unidos.
38. Isaac Lihadji (Marselha) - Apesar de ter sido chamado por André Villas-Boas para fazer a sua estreia pela equipa principal do Marselha, Isaac Lihadji pode estar com um pé fora da formação francesa. O motivo? Não concordou em renovar com o clube e acabou por ser afastado da equipa.
37. Ander Barrenetxea (Real Sociedad) - É o primeiro jogador a subir da academia da Real Sociedad a saltar da equipa B para a formação principal desde Antoine Griezmann. Não há dúvidas de que a Real Sociedad coloca muita expectativa neste jovem avançado, não tivesse colocado uma cláusula de rescisão de 60 milhões no contrato do jogador.
36. Marcos Paulo (Fluminense) - Um dos jogadores jovens mais vistosos da última temporada do Brasileirão, não tivesse o Barcelona entrado na corrida pelo passe do avançado com uma proposta de 5 milhões de euros, que foi prontamente recusada.
35. Lucien Agoumé (Inter) - Semi-finalista pela França no Campeonato Europeu de Sub-17, Lucien Agoumé é já uma das promessas dos nerazzurri. Estreou-se pela equipa principal em dezembro do último ano.
34. Gabriel Veron (Palmeiras) - Desconhecido para a maioria, o avançado do Palmeiras rapidamente deu nas vistas após ser considerado o melhor jogador do Mundial de Sub-17, tendo ajudado o Brasil a conquistar o título contribuindo com três golos e duas assistências. Posteriormente, subiu à equipa principal do Verdão, onde já ganhou estatuto de futura estrela.
33. Billy Gikmour (Chelsea) - Estreou-se aos 15 anos de idade nos escocesese do Rangers e desde então ganhou notariedade no mundo do futebol. Esta temporada, o jovem médio do Chelsea foi chamado por Frank Lampard à titularidade... e não desiludiu.
32. Ki-Jana Hoever (Liverpool) - Um bom desempenho no primeiro treino com a equipa principal, em 2018, ajudou o jovem lateral-direito do Liverpool a conquistar a admiração do treinador Jürgen Klopp. 'É um jogador fantástico', afirmou o alemão, sobre o internacional sub-17 holandês.
31. Benoît Badiashile (Monaco) - Esteve ligado ao Valencia no mercado de inverno mas acabou por ficar no principado. O defesa-central, que tem Samuel Umtiti como ídolo, possui, aos 19 anos de idade, um bom arcaboiço de competitividade, não tivesse o mesmo se estreado pela equipa principal em... 2018.
30. Antonio Marin (Dínamo Zagreb) - O interesse de tubarões europeus como o Milan, Paris Saint-Germain ou Juventus não desviou o jovem médio croata de assinar o primeiro contrato profissional com o Dínamo Zagreb. Aos 19 anos, Antonio Marin já faz parte da seleção sub-21 croata.
29. Tomás Tavares (Benfica) - A lesão de André Almeida valeu-lhe uma oportunidade na equipa liderada por Bruno Lage. O trabalho e as boas exibições, tanto no campeonato como para a Liga dos Campeões, deram confiança ao jovem lateral-direito - que também pode atuar pela esquerda - e a aposta do treinador no internacional sub-21 português deve ser para manter.
28. Yari Verschaeren (Anderlecht) - A presente temporada não arrancou da melhor forma possível para o jovem médio do Anderlecht, ao contrair uma lesão que o manteve afastado dos relvados por algum tempo. Contudo, de ressalvar que já se estreou pela seleção principal belga, tendo apontado o seu primeiro golo na segunda internacionalização.
27. Curtis Jones (Liverpool) - Com um meio-campo dotado de talento, seria difícil que Curtis Jones conseguisse somar minutos na equipa principal do Liverpool, mas a verdade é que conseguiu. Com apenas 19 anos, Curtis pode orgulhar-se de já ter envergado a braçadeira de capitão dos reds, além de ter marcado golos decisivos diante do Arsenal e Everton, para a Taça da Liga Inglesa e para a Taça de Inglaterra, respetivamente.
26. Lassina Traoré (Ajax) - Estreou-se na seleção principal da Burkina Faso em 2017, com apenas 16 anos de idade. Nas duas últimas temporadas esteve emprestado à filial Ajax Cape Town, mas logo os dirigentes holandeses perceberam que o seu talento teria lugar na equipa principal. Esta temporada, estreou-se a marcar na Eredivisie, diante do ADO Den Haag.
25. João Pedro (Watford) - Sem qualquer minuto somado na equipa principal do Fluminense, João Pedro conseguiu captar as atenções dos ingleses do Watford, que chegaram a acordo com o clube brasileiro para a contratação do jovem avançado. Pouco depois da chegada a Inglaterra, João Pedro estreou-se pelos Hornets na Taça de Inglaterra.
24. Karim Adeyemi (Red Bull Salzburgo) - Depois de passar a primeira metade da temporada 2018/19 emprestado ao FC Liefering, da 2.ª divisão austríaca, Karim Adeyemi recebeu a ordem de regresso ao Red Bull Salzburgo. O motivo? Para além do talento do jogador - que era o melhor marcador da formação do segundo escalão -, a sondagem do Chelsea e Liverpool ao jovem alemão.
23. Giovanni Reyna (Borussia Dortmund) - Jorg Heinrich, ex-treinador do Borussia Dortmund, acredita que o jovem norte-americano poderá ser o sucessor do compatriota Pulisic, que triunfou com a camisola auringra entre 2015 e 2019.
22. Joshua Zirkzee (Bayern Munique) - Oito minutos nos seus primeiros dois jogos pelo Bayern Munique chegaram para Joshua Zirkzee marcar dois golos decisivos e merecer a atenção dos adeptos bávaros.
21. Fábio Silva (FC Porto) - Aos 17 anos, o avançado do FC Porto já é o mais jovem de sempre a estrear-se e a marcar pela equipa principal. Com um contrato até 2025, com uma cláusula de rescisão astronómica de 125 milhões de euros, não será fácil retirar o jovem internacional português da formação azul e branca sem ter de abrir os cordões à bolsa.
20. Myron Boadu (AZ Alkmaar) - Aos 19 anos, Myron Boadu já é um dos principais marcadores do emblema holandês. O jovem avançado holandês teve a oportunidade de juntar-se, numa fase mais inicial da carreira, ao Ajax ou Arsenal, mas a escolha pelo AZ Alkmaar parece ter sido a mais acertada.
19. Thiago Almada (Vélez Sarsfield) - Este não é um nome desconhecido para alguns portugueses, não tivesse o médio argentino sido associado ao Sporting no último mercado de verão. Recentemente, renovou contrato com o Vélez Sarsfield até 2023, mas não significa que permaneça no final da presente temporada no clube.
18. Pedri (Las Palmas) - Três jogos enquanto profissional chegaram para que o Barcelona concordasse pagar 5 milhões de euros pelo passe de Pedri. É visto como um dos jogadores espanhóis mais promissores, sendo associado a Andrés Iniesta, antigo jogador dos blaugrana.
17. Harvey Elliott (Liverpool) - É um dos jovens jogadores de quem mais se espera no futuro. Com 16 anos, Harvey Elliott tornou-se no mais jovem jogador de sempre a estrear-se na Premier League e, apesar da forte concorrência nas alas dos reds (Sadio Mané e Salah), já foi chamado por Jürgen Klopp para titular.
16. Adil Aouchiche (Paris Saint-Germain) - A subida à equipa principal do Paris Saint-Germain pode não ser muito fácil de obter - não tivesse o clube recheado de estrelas -, mas Adil Aouchiche já colocou o seu nome nos marcadores dos parisienses esta temporada. Esse feito quer dizer algo, não?
15. Bukayo Saka (Arsenal) - Os tempos vividos no Emirates Stadium não têm sido os melhores, mas uma coisa não muda: a crença dos dirigentes em Bukayo Saka. Aos 18 anos, o inglês é um dos jogadores mais promissores da formação dos gunners.
14. Rayan Cherki (Lyon) - Admirado por Kylian Mbappé, Rayan Cherki já entrou para a história do Lyon ao tornar-se no jogador mais jovem de sempre do clube a marcar. Perspetiva-se-lhe um grande futuro, não tivesse apenas 16 anos.
13. Eric García (Manchester City) - A lesão de Aymeric Laporte perspetivava algumas dificuldades à equipa orientada por Pep Guardiola. Contudo, o aparecimento de Eric García, de 19 anos, devolveu aos citizens a estabilidade necessária no centro da defesa, algo que motivou o clube a querer aumentar o salário e a duração de contrato do espanhol.
12. William Saliba (Arsenal/Saint-Étienne) - Contratado pelos gunners por 27 milhões de euros, William Saliba permanece emprestado ao Saint-Étienne até ao final da presente temporada. Mathieu Debuchy, ex-Arsenal, deposita muita confiança no internacional sub-20 francês, acreditando que o valor pago pelos gunners será uma verdadeira pechincha no futuro.
11. Sebastiano Esposito (Inter) - É o jogador mais jovem de sempre a disputar uma partida das competições europeias pelo Inter, com apenas 16 anos e 255 dias. Recentemente renovou contrato com os nerazzurri por mais três anos, até 2022.
10. Ryan Gravenberch (Ajax) - A fábrica de talentos holandesa continua a lançar jogadores fenomenais. Depois de Matthijs de Ligt e Frenkie de Jong, é a vez do Ajax mostrar ao mundo o talento de Ryan Gravenberc, de 17 anos.
9. Takefusa Kubo (Real Madrid/Maiorca) - Apelidado de 'Messi japonês', Takefusa Kubo representa, esta temporada, o Maiorca da 2.ª divisão espanhola, por empréstimo do Real Madrid. Sem espaço na formação merengue, o talentoso nipónico espera agora por uma oportunidade na equipa de Zidane na próxima temporada.
8. Mohamed Ihattaren (PSV) - Apesar de ter cumprido a estreia oficial pela equipa principal do PSV esta temporada, Mohamed Ihattaren já demonstrou ser extremamente influente na equipa.
7. Lee Kang-in (Valencia) - O vice-campeão sub-20 sul coreano, melhor jogador da prova com dois golos e quatro assistências, é um dos atletas mais promissores do conjunto espanhol. O talento, esse, já lhe era reconhecido desde os 6 anos de idade, quando apareceu num reality show sul coreano e surpreendeu tudo e todos.
6. Gabriel Martinelli (Arsenal) - O brasileiro, de 18 anos, é uma das peças mais entusiasmantes que prometem alegrar o futuro do Arsenal. Frio no momento de chutar à baliza e com uma postura combativa e competitiva de se destacar, o jovem dos gunners parece estar destinado ao estrelato.
5. Eduardo Camavinga (Rennes) - Nascido em Angola, Eduardo Camavinga já faz parte da seleção francesa de sub-21, tendo conquistado ainda a titularidade da formação francesa. Saltou para as luzes da ribalta quando exibiu-se a grande nível num encontro diante do PSG.
4. Reinier (Real Madrid) - A antiga pérola do Flamengo de Jorge Jesus é a definição de entusiasmo. Velocidade, drible desconcertante e com grande poder de finalização são tudo qualidades do jovem brasileiro que obrigou o Real Madrid a desembolsar 35 milhões de euros na última janela de transferências.
3. Mason Greenwood (Manchester United) - Elogiado por antigas lendas e adeptos do Manchester United, o internacional sub-21 inglês tem a aprovação necessária para brilhar com a camisola dos red devils. Algo que já começou a fazer.
2. Ansu Fati (Barcelona) - É o mais jovem jogador de sempre a marcar da história da Liga dos Campeões. O atleta nascido na Guiné-Bissau, que entretanto naturalizou-se espanhol, tornou-se ainda no mais jovem de sempre a marcar dois golos no campeonato espanhol. Ansu Fati parece ter um campo magnético incrível, pois atrai tudo o que são recordes.
1. Rodrygo (Real Madrid) - Estava a estranhar a ausência de Rodrygo na lista, não estava? Calma. O extremo brasileiro, de 19 anos, é a nova joia dos adeptos merengues, que pediam por alguém que os fizesse esquecer a saída de Cristiano Ronaldo e a permanente ausência existencial de Bale. A verdade é que o internacional canarinho não alcançou (nem de perto) os números do português, mas voltou a trazer magia e alegria às bancadas do Bernabéu. E isso já deve contar alguma coisa.
Nascidos já no novo milénio, são muitos os jogadores que já provaram ser um caso sério no futuro. Uns já atingiram o topo, outros são ainda desconhecidos, mas todos eles têm algo em comum: talento. Na lista com 50 futebolistas, de notar a presença de dois portugueses. [Imagens: Reuters, EPA, Getty Images e Instagram]
3
Deixe o seu comentário

Pub

Publicidade
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias

Fotogalerias

Fotogalerias

Sporting

Fotogalerias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.