Ainda se lembra de ter rotina na sua alimentação?

Olá a todos, bem-vindos a mais uma semana, depois da maior parte de nós ter tido as tão merecidas férias?

Mais uma vez, sabem que não consigo deixar passar em brancos determinados acontecimentos que vão acontecendo ou que irão acontecer num futuro próximo, por isso é inevitável falar sobre o regresso à rotina depois de uma altura de quarentena. Mas vocês podem pensar e bem, que já estamos a "desconfinar" desde finais de Maio… Pois estamos, mas o regresso das crianças à escola vai ser, neste contexto, um grande desafio para a maioria das famílias! Voltar a ter rotinas alimentares torna-se essencial não só para os pais, mas principalmente para as crianças que tiveram, na sua maioria, um grande aumento de peso desde que ficaram confinadas em casa e também durante as férias. Por isso, esta semana vou falar da importância que programar a alimentação em família para que se tente reverter a maioria dos erros que se foram cometendo.

E uma das principais questões é voltar a comer em família! Muitas famílias tiveram de se adaptar ao teletrabalho e isso implicou uma alteração nos horários e na forma como as famílias conviveram. E isso refletiu-se muito na alimentação. Voltar a comer bem vai muito mais do que escolher alimentos nutritivos. A própria refeição é uma experiência que deve ser vivida na sua plenitude, em que nesta fase (e para sempre, de futuro) devem voltar a adquirir-se hábitos como sentarem-se à mesa ao mesmo tempo e dedicar-se a esse momento, sem distrações externas, como televisão ou telemóveis.

E depois sim, com a mesma importância da socialização, voltamos a pensar na qualidade nutricional do que comemos e damos a comer aos nossos filhos. Muitas vezes o ritmo que nos é imposto na nossa vida, e a necessidade de arranjar coisas práticas e rápidas para comer, levam a que muitas famílias comecem a adquirir hábitos errados comendo alimentos menos nutricionais e mais calóricos que apresentam maior quantidade de açúcar e gordura na sua composição.

Esse tipo escolhas tem de ser alterado! Tome medidas na sua rotina, tão simples como dedicar uma hora do seu dia para partilhar uma refeição com a sua família. Diferentes pesquisas afirmam que a interação entre os aspetos neurais, fisiológicos, endócrinos e comportamentais no processo da fome e saciedade estão intimamente relacionados ao comportamento alimentar, por isso até esta medida tão simples vos vai ajudar a fazer o controlo de peso porque ajuda a controlar o apetite.

E lembrem-se de uma coisa que não me canso de vos dizer… Não há forma melhor de educar um filho, do que dando bons exemplos e isso também é válido quando falamos de alimentação correta e saudável. As refeições em família são fundamentais para incentivar as crianças a comer bem. Assim, elas terão a oportunidade de ver os familiares a comer os alimentos saudáveis e não só irão perceber, como também sentirão na prática a importância disso.

Hábitos terríveis como comer em frente à televisão, faz com que não só as crianças, mas toda a família, perca a noção do que está a comer e da quantidade de comida que está a consumir. Além disso, a nível psicológico também pode ter vários efeitos, podem ocorrer uma sensação de solidão e criar uma tendência para desenvolver problemas como obesidade.

Adotar medidas equilibradas em família vai evitar fundamentalismos, conseguindo educar-se os miúdos da família sem grandes privações.  No equilíbrio reside a alimentação saudável!

Boa semana, Inês Morais

Instagram: @nutreatingbyinesmorais

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Nutrição

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.