Árbitro da final do Euro'2016 elogia Ronaldo e lembra prenda que recebeu do português

Mark Clattenburg conta que ficou triste quando o capitão da Seleção Nacional se lesionou no jogo

• Foto: Luís Manuel Neves

O inglês Mark Clattenburg chegou a ser eleito um dos melhores árbitros do Mundo, por isso apitou as finais da Liga dos Campeões e do Campeonato da Europa de 2016, onde Portugal se sagrou campeão.

O juiz, hoje com 45 anos, deixou a Premier League já há algumas épocas e apita na China, mas contou ao 'Sportsmail' como foi ajuizar encontros com alguns dos melhores jogadores do Mundo, como Cristiano Ronaldo e Messi.

"O que mais admiro acima de tudo é a capacidade para melhorar o seu jogo quando a equipa está a passar por um mau momento", contou Clattenburg sobre o internacional português. "Estive em jogos dele quando era muito jovem, na Premier League, e depois em Madrid. Cumpriu sempre. Sabia que estava a partilhar o terreno de jogo com um futebolista único, que podia mudar o rumo do encontro num instante. Dei-me sempre bem com ele."

O árbitro recordou, depois, a final do Europeu, há quatro anos. "Quando ia a subir para receber a minha medalha abraçou-me. Esse era o nível de respeito que tínhamos. Fiquei triste quando se lesionou durante o encontro porque perdemos um grande jogador", sublinhou.

E continuou: "Nunca o tratei de forma diferente dos outros e penso que foi por isso que mantivemos uma boa relação. Depois da final encontrei no meu balneário uma camisola assinada pelo Cristiano: 'Para o Mark, desejo-lhe o melhor, Cristiano Ronaldo'. Foi um gesto bonito. Penso que nunca lhe roubei tempo para nada, talvez por isso recebi aquela camisola."

O árbitro recorda também o português no Real Madrid. "Lembro-me que o Casillas lançou a bola e em três passes marcaram golo. É isto que podem fazer os grandes jogadores como o Cristiano. Ele é muito rápido e preciso, não me surpreende o facto de o Real Madrid não ser o mesmo sem ele. Na final da Champions de 2016 sabia que ele não estava muito bem fisicamente, mas voltou a mostrar o show Cristiano Ronaldo."

Messi

Clattenburg recordou também os jogos em que esteve com Lionel Messi. "Quando arbitrei pela primeira vez um jogo dele emocionei-me. Foi um Barcelona-PSG e lembro-me de pensar 'meu Deus, isto é incrível'. Quando arbitras tens de olhar para a bola, mas com ele podes perder a bola de vista. Agora imagina os defesas..."

"Tive de mudar a forma de analisar a situação quando ele tinha a bola. É tão hábil que os adversários têm de o parar de formas diferentes, às vezes a pisar um pé, outras a carregar a parte de cima do seu corpo... Adverti-o nesse jogo por pisar um adversário, mas nunca se queixou de nada", acrescentou.

10
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de O diário de CR7

Notícias

Notícias Mais Vistas