'Der Spiegel' mostra documento de alegado acordo entre Ronaldo e a norte-americana

Realizado a 12 de janeiro de 2010

A 'Der Spiegel' publicou imagens de um alegado acordo realizado a 12 de janeiro de 2010 entre Cristiano Ronaldo e Kahtrin Mayorga, a mulher norte-americana que alega ter sido violada pelo internacional português. O documento obrigaria Mayorga a manter-se em silêncio sobre os acontecimentos de Las Vegas, sendo recompensada com um pagamento de aproximadamente 325 mil euros.

A revista alemã, que foi a primeira a lançar a notícia da suposta violação, refere que não há dúvidas acerca da veracidade do contrato, até porque nele estão inscritas as alegadas assinaturas dos intervenientes. De resto, Ronaldo, que terá utilizado o pseudónimo Topher no acordo, terá ainda fornecido provas de que não era portador de qualquer doença sexual.

No texto da revista, surgem ainda excertos de questionários respondidos por CR7. "Ela disse ‘Não’ e pediu que parasse", terá admitido o jogador acerca da relação sexual que terá mantido, tal como já havia sido rumorado.

Jogador sofre nova acusação

De resto, Ronaldo pode ter uma nova dor de cabeça, já que Leslie Stovall, advogado de Mayorga, contou ter recebido uma chamada de mais uma alegada vítima do avançado da Juventus. "Recebi uma chamada de uma mulher que diz ter passado por uma experiência semelhante", descreveu ao ‘Daily Mail’.

Por Rafael Soares
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de O diário de CR7

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.