«Ronaldo, sempre ele, o salva-vidas desta Juve»: imprensa italiana enaltece CR7

Avançado português evitou a segunda derrota consecutiva da Juventus

Cristiano Ronaldo voltou esta quinta-feira a ser decisivo e marcou pelo 8º jogo consecutivo com a camisola da Juventus.

O português apontou o golo do empate (1-1) frente ao Milan na 1ª mão das meias-finais da Taça de Itália, através de um penálti nos descontos, e a imprensa italiana é unânime em reconhecer que o avançado de 35 anos salvou a vecchia signora de sofrer a 2ª derrota consecutiva e volta a criticar a exibição da equipa de Sarri.

Gazzetta dello Sport:

"A Juventus viu-se amassada numa posse bastante estéril (…) e Ronaldo era servido a conta-gotas. (…) Foi preciso um penálti aos 90 minutos para [a Juventus] resgatar a partida. Ronaldo acertou com um remate em tesoura na área que terminou no braço largo de Calabria: consulta do VAR, CR7 na área e golo."

Cristiano Ronaldo não pára de marcar: pontapé acrobático foi-lhe negado por mão e CR7 'vingou-se'

La Repubblica:

"Aos 88' o episódio que muda a partida: Ronaldo rematou, Calabria vira costas mas a bola acaba no seu braço, o VAR entra em ação e Valeri [árbitro], após rever a ação, assinala o penálti para a Juventus. Ronaldo não perdoa e faz o 1-1."

Corriere dello Sport:

"Aos 90’ o episódio que muda o resultado: cruzamento de Bentancur, acrobacia de Ronaldo e remate rejeitado pelo braço largo de Calabria. Valeri revê o lance e assinala penálti. Cristiano não dá hipótese a Donnaruma e estabelece o 1-1 final que adia a decisão da qualificação para Turim."

Sky Italia:

"A Juventus evita a segunda derrota consecutiva após a da Liga com o Verona (…) com CR7 a responder no final ao golo de Rebic, obtendo um penálti com um remate acrobático intercetado pelo braço de Calabria que foi confirmado pela análise do VAR."

Cristiano Ronaldo chegou aos 1000 jogos: rácio partidas/golos é simplesmente incrível
12.º Fernando Peyroteo - 555 golos em 354 jogos
8.º Eusébio - 621 golos em 639 jogos
7.º Lionel Messi - 697 golos em 856 jogos
6.º Ferenc Puskás - 709 golos em 720 jogos
5.º Gerd Müller - 721 golos em 769 jogos
4.º Cristiano Ronaldo - 726 golos em 1000 jogos
3.º Pelé - 757 golos em 815 jogos
2.º Romário - 758 golos em 980 jogos
1.º Josef Bican - 762 golos em 497 jogos
12.º Fernando Peyroteo - 555 golos em 354 jogos
8.º Eusébio - 621 golos em 639 jogos
7.º Lionel Messi - 697 golos em 856 jogos
6.º Ferenc Puskás - 709 golos em 720 jogos
5.º Gerd Müller - 721 golos em 769 jogos
4.º Cristiano Ronaldo - 726 golos em 1000 jogos
3.º Pelé - 757 golos em 815 jogos
2.º Romário - 758 golos em 980 jogos
1.º Josef Bican - 762 golos em 497 jogos
12.º Fernando Peyroteo - 555 golos em 354 jogos
8.º Eusébio - 621 golos em 639 jogos
7.º Lionel Messi - 697 golos em 856 jogos
6.º Ferenc Puskás - 709 golos em 720 jogos
5.º Gerd Müller - 721 golos em 769 jogos
4.º Cristiano Ronaldo - 726 golos em 1000 jogos
3.º Pelé - 757 golos em 815 jogos
2.º Romário - 758 golos em 980 jogos
1.º Josef Bican - 762 golos em 497 jogos

Corriere della Serra:

"O empate só acontece na reta final contra um adversário a jogar com 10, graças a penálti conquistado e convertido por Ronaldo, sempre ele, o salva-vidas desta Juve."

Tuttosport:

"Sarri certamente não pode satisfazer-se com uma posse de bola paciente como um chá inglês e ser salvo pelo golpe habitual de Ronaldo, que conquista um penálti e transforma-o com a habitual frieza mortal."

3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de O diário de CR7

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.