Clube dos Pensadores

Joaquim Jorge
Joaquim Jorge Fundador do Clube dos Pensadores

Zidane

Zidane voltou ao Real Madrid, mas desta vez, como salvador de uma época que foi um desastre e fazer com que o Real Madrid volte ao seu lugar de glória. Zidane é um sedutor, mas também, alguém que tem o seu timing. Como jogador foi fabuloso e um artista, como treinador, começou pela equipa B do Real Madrid, foi adjunto de Ancelotti, mas quando passou a timoneiro teve enorme êxito na Liga dos Campeões.

A competição interna é o seu calcanhar de Aquiles, para ele, parece muito mais difícil vencer um campeonato espanhol que uma Liga dos Campeões.

Este fim-de-semana, o Real Madrid venceu e mostrou que está mais positivo e com uma nova esperança. Isco, Marcelo, Asensio, Keylor Navas voltaram.  A sua guarda pretoriana manteve-se: Benzema, Sergio Ramos, Varane, Modric, Kroos.

O futebol tem coisas que são inexplicáveis, há jogadores com determinado treinador são pura e simplesmente ostracizados, contudo, com outro treinador são imprescindíveis. Alguém me sabe explicar esta situação? Zidane parece que tem uma poção mágica que funciona como um remédio para os jogadores.

Há jogadores como Isco ou Navas, com Zidane transfiguram-se e tornam-se notáveis. Não nos podemos esquecer, que um jogador não é uma máquina e, a sua mente comanda muito do que é um desportista de topo. Nessa área Ronaldo é o maior, nunca desiste, crê sempre, treina afincadamente e é diabolicamente positivo.

Voltando a Zidane, ele é a esperança do madrilismo, e com certeza irá traçar um rumo sem fazer sangue. No final da época alguns jogadores irão embora e outros entrarão, mas com o seu aval. Ele terá poder para pedir o que quiser, essa é a grande diferença de quando assumiu pela primeira vez o banco do Real Madrid. Há outra vertente, mas ficou guardada do conhecimento público, o seu retorno ficará muito mais caro economicamente do que da primeira vez.

Zidane corre alguns riscos, mas o seu amor ao Real Madrid e fidelidade são um cartão de vista imaculado.

Quem ficou a perder foi Mourinho, que se viesse faria as coisas de outra maneira e ao seu estilo.

Zidane, na sua apresentação, falou pouco, mas com certeza vai fazer muito. Terá o repto de ser campeão quer em lutas caseiras quer na Europa sem Ronaldo. Vinícius poderá ser o jogador que lhe dará garantias de o conseguir, assim como, a sua magia de levar os adeptos a encherem o Estádio Santiago Bernabéu.
Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade