Clube dos Pensadores

Joaquim Jorge
Joaquim Jorge Fundador do Clube dos Pensadores

Benfica venceu no Dragão

Ao escrever a minha crónica à 5.ª feira, sobre o FC Porto-Benfica posso cair na repetição, já passaram alguns dias e, já tudo foi dito, pelos especialistas na matéria no Record sobre o eterno clássico este fim-de-semana na cidade do Porto. Mas, só quero acrescentar umas breves reflexões.

O que está a acontecer no Benfica, que mudou do dia para a noite pela substituição do treinador, mas também, pela capacidade de alguns jovens que lhes deu a oportunidade e eles agarraram-na com as duas mãos. Os jovens estão brilhando e empurrando o Benfica para a frente, e ao mesmo tempo, empurrando muitos jogadores para o banco de suplentes.

O Benfica de Bruno Lage vê os jogadores novos, que já conhecia, como fazendo parte do clube e da sua vida. Esse tem sido o grande handicap deste Benfica, vendo quem joga agora não tem nada que ver com quem jogava antes.

Este recreio dos meninos voltou a fazer estragos, com isto, não quer dizer que o Porto esteve mal, mas tremeu e não soube dar a volta quando tinha mais um em campo por expulsão de Gabriel.

Bruno Lage vai estar no banco do Benfica no ano que vem, Sérgio Conceição apesar de ter prolongado o seu contrato, se o Porto não for campeão não tenho a certeza que esteja no banco do FC Porto na próxima época.

Mesmo quando o FC Porto esteve a vencer pairou sempre a sensação que o Benfica podia dar a volta ao resultado. É aqui que o Porto tem que melhorar e não jogar tanto aos repelões.

Com Bruno Lage o Benfica é mais fiável e controla as situações vai à frente com dois pontos que, no fundo são três, pois, em caso de empate na tabela classificativa tem vantagem no confronto directo.

Deixando de parte a clubite, há que reconhecer que o Benfica foi mais equipa. O FC Porto jogou aos solavancos e o Marega ainda não está a 100%. Tirando aquele sururu na 2.ª parte foi um jogo agradável de ver e seguir. Com tudo isto quem ganhou foi o futebol e estou de acordo com Sérgio Conceição que o campeonato ainda não acabou.

O FC Porto eliminou a Roma numa jornada épica e ganhou novo élan para um final de campeonato emocionante e vibrante. Impressionante a capacidade de acreditar e a força anímica para levar de vencida a Roma no prolongamento. De salientar que o FC Porto jogou muito melhor do que contra o Benfica, houve o reaparecimento de Marega para marcar e de Pepe para defender.

Não vai ser fácil ao FC Porto ser campeão, mas não é tarefa impossível, basta ao Benfica ter um dia menos bom e empatar um jogo.

Nota: Na Liga dos Campeões, a saída de Zidane e Ronaldo do Real Madrid era previsível esta hecatombe. O PSG teve tudo na mão e caiu de forma inacreditável. Solskjær era perito em reviravoltas como jogador do Manchester United, agora, é-o como treinador.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação desportiva.
  • conteúdo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão epaper do jornal no dia anterior
  • conteúdos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0