O guarda-redes será o único calcanhar de Aquiles de Rui Vitória neste momento?

No jogo referente à 6.ª jornada da Liga NOS da presente época de 2017/18, que terminou com derrota do penta campeão SL Benfica no Estádio do Bessa Século XXI, por 2-1, frente ao Boavista Futebol Clube, o técnico Rui Vitória deu a titularidade ao rápido e promovido Bruno Varela, não deixando contudo, de ser uma promessa, num futuro e a breve passo, do futebol, não só do Benfica como quiçá do futebol português. Bruno Miguel Semedo Varela, formado nas camadas jovens do clube encarnado, nunca tinha, porventura, jogado pela equipa principal do SL Benfica, tendo sido emprestado pelas águias, na época transata, ao Vitória Futebol Clube (Setúbal), para quiçá fazer a tal rodagem que tão necessária se torna, em especial para um guarda-redes, e não ficar praticamente inativo estando tapado, em especial e principalmente na equipa B dos encarnados, sob o comando do técnico Hélder Cristóvão e aquando da venda do já titularíssimo Ederson, com provas devidamente dadas nos dois últimos títulos alcançados pelo SL Benfica, nas épocas de 2015/16 e 2016717.

Então, houve a devida necessidade extrema do staff técnico dos encarnados de 'chamar' como forma de urgência, para a presente época de 2017/18, a jovem promessa Bruno Varela. Aquela jornada foi fatal para o guarda-redes, num jogo em que teve a titularidade a seus pés - aliás mãos - , mas infelizmente a fatalidade de comprometer a equipa, recém campeã nacional da época passada, e de ter dado aquele inesquecível e monumental frango frente à equipa axadrezada ditou assim o seu prematuro afastamento da equipa principal, quando tudo parecia correr e indicava pelo melhor desfecho para o futuro daquele jovem guarda-redes de promessas firmadas.

Então foi necessário encontrar um novo guarda-redes em detrimento do conceituado internacional brasileiro Júlio César, para já nao focar e falar no nome do guarda-redes Paulo Lopes, de 39 anos, o quarto guarda-redes do plantel encarnado, porque  decerto que o técnico Rui Vitória não estará a contar com este nome.

A busca no mercado fez chegar uma nova promessa de seu nome Mile Svilar, belga de nacionalidade, que desde logo ganhou caminho e lugar na equipa do conceituado técnico Rui Vitória. Após três jogos efetuados pela equipa principal do SL Benfica e de ser considerado uma futura e grande promessa do futebol, não só do Benfica como a nível europeu, e sendo o jogador mais jovem a ter ocupado a baliza do SL Benfica, tanto a nível de jogos do campeonato nacional como das provas a nível das competições europeias, não será, por enquanto e contudo, ainda jovem demais para ocupar tamanha responsabidade e não será assim ainda tão jovem e inexperiente para poder ocupar a baliza do tamanho e da dimensão de um clube chamado SL Benfica.

Será que a aposta do técnico Rui Vitória irá dar os resultados desejados, não só pelo conceituado técnico encarnado, como o desejo da massa adepta? Vamos aguardar.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação desportiva.
  • conteúdo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão epaper do jornal no dia anterior
  • conteúdos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0