Lisboa Games Week: Quando LOL significa empenho e dedicação

À conversa com especialistas do popular League of Legends

Marco Letras e Gonçalo Brandão são, respetivamente,  jogador e treinador de League of Legends e representam as cores da For The Win. Questionados sobre a ‘pergunta do milhão de euros’ – ‘Como chegaram ao topo nos eSports? – tiveram resposta na ponta da língua.

Marco Letras, 21 anos, jogador da League of Legens da For the Win

Gonçalo Brandão, 27 anos, treinador da equipa de League of Legends da For the Win

Como estão a ‘sentir’ mais uma edição do Lisboa Games Week?

Marco Letras: "Este é o meu primeiro dia mas comparativamente com as edições anteriores está espetacular. Tem imensas pessoas e mal posso esperar para jogar."

Gonçalo Bandão: "A equipa está preparada e se tudo correr bem estaremos na final. O objetivo é ganhar."

Para a semana estão em Barcelona, na prova ibérica de LOL. Expectativas?

ML: "É a primeira vez que uma equipa portuguesa consegue chegar tão longe numa competição internacional, neste caso ibérica. Vão ser jogos difíceis, foram todos difíceis até agora na competição e este não vai ser exceção mas temos de nos preparar e acho que vamos conseguir. Já que aqui chegámos temos ambições para ganhar tudo e chegar o mais longe possível. Sou jogador profissional. Não me decidi tornar profissional, simplesmente aconteceu. Jogo LOL praticamente desde que o jogo saiu, há 10 anos. Mas profissionalmente foi há 3 anos."

GB: "Comecei como jogador, ainda jogámos umas vezes uns contra os outros. Também comecei a jogar há 9 anos mas há 3 anos fiz a transição de jogador para treinador e tem sido uma experiência fantástica. É diferente, sofro mais a treinar do que a jogar. Treinamos como equipa 4 horas por dia"

Quais os ingredientes do sucesso da vossa equipa?

GB: "Acho que somos uma equipa vencedora, com união de grupo. Claro que é preciso ter bons jogadores, não há milagres. Mas um grupo unido, com um objetivo em comum e que lute junto para o atingir é uma força muito grande e isso distingue das outras equipas. Não somos só nós que treinamos estas horas, não somos só nós que temos bons jogadores mas temos uma coisa especial: conseguir conciliar qualidade individual num grupo unido, forte. Temos momentos melhores outros piores mas estamos sempre juntos a trabalhar para aquilo que queremos."

Por Francisco Laranjeira
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Record Gaming

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.