Pepe Rapazote aborda projeto Death Stranding

Ator português da´voz ao protagonista da trama

Coube ao ator português Pepe Rapazote emprestar a voz ao personagem principal de Death Stranding, obra-prima de Hideo Kojima que promete revolucionar a forma como vemos os videojogos. Estivemos à conversa com o ator para perceber como foi embarcar numa aentura bem diferente do habitual.

Rapazote
Estás habituado a emprestar a voz a personagens, mas desta vez trata-se de um projeto diferente e grandioso em vários aspetos. Sentiste uma responsabilidade acrescida?

Gosto sempre de ser um verdadeiro irresponsável. E muitas vezes sou acusado de não perceber a responsabilidade daquilo que me é colocado nas mãos. Isso é algo muito bom para atores que são cerebrais, no sentido de criticar o trabalho que faço. Se perder essa responsabilização, tenho mais liberdade para um trabalho mais descomprometido. Sinto-me mais livre. Se o mundo me cair em cima, tudo bem, mas só depois. Ate lá quero estar sempre o mais livre possível. Podendo falar dessa responsabilidade, senti-a não do ponto de vista da dobragem, mas sim do produto final, que é feito por alguém como Hideo Kojima

Já conhecias o trabalho dele? Como foi fazer parte de algo criado por um génio?

Tenho uma opinião sobre ele sim. Tenho falado sobre isso com muita gente. Não é uma estrela de rock, não é alguém que está permanentemente na primeira fila de um palco. O que ele faz são coisas francamente profundas e isso ajuda a criar o mito dele. A reclusão e as bombas silenciosas que ele faz explodir de vez em quando, com a sua capacidade de observação e crítica de tudo aquilo que observa, torna-o especial. Até por serem normalmente problemas de cariz universal e que ele transforma em coisas lúdicas e que nos obrigam a tomar atenção a determinados assuntos. É alguém que faz muita falta a este mundo e de uma forma muito pouco usual e à qual não estamos habituados. Podia fazer política ou estar numa organização mundial como as Nações Unidas. Mas não. Fá-lo através dos videojogos.

E qual foi o maior desafio neste projeto?

Colocar o micro na testa, com fita e algodão e mantê-lo lá, porque me mexo muito e piso cabos. Foram vários na verdade. Fisicamente foi esse o maior problema – o microfone de testa que tem um nome técnico que desconheço… Mas fora isso o maior desafio foi no início, devido ao secretismo do jogo, não estar ciente de toda a história e da curva narrativa da história. Era um dos maiores desafios mas tornou-se num dos maiores prazeres.

Em alguma altura pensaste ‘que confusão, mas o que é que estou aqui a fazer?’

De início não usei esses termos, mas chegou mesmo a vir-me o vernáculo à fronte. Sem nunca ter saído, naturalmente. Mas sim, estive baralhado e frustrado por não saber como isso se podia traduzir no trabalho de dobragem que estava a fazer. E como não tenho ajuda do Norman Reedus, foi mais complicado. Depois, com mais luzes sobre o jogo foi mais simples perceber tudo e fazer as coisas de maneira diferente.

Para terminar, que recado deixas a todos os que estão ansiosos para meter as mãos no jogo?

Comprem-no! Comprem, comprem e comprem. Aliás, comprem à meia dúzia, porque é mesmo para jogar e mergulhar a sério. Nem vou dizer para lhe darem o tempo necessário. O jogo está feito para o curtirem à grande e para tirar as devidas conclusões do mesmo.

Para mais conteúdos de FIFA, PES e muitos outros videojogos, segue o Rei do Gaming e subscreve:

Home - https://mmanorecord.wixsite.com/kingseixas                                                                   
Facebook - https://www.facebook.com/JoaoTheKingSeixas/                                                                    
Instagram - https://www.instagram.com/reidogaming/                                                                   
YouTube - https://www.youtube.com/c/SeixasReidoGaming                                                                    
SoundCloud - https://soundcloud.com/seiixas          

Por João Seixas
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Record Gaming

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.