RastaArtur: «Trabalhei muito para chegar aqui»

Jogador do Sporting faz balanço positivo da prestação na Continental Cup

• Foto: Sporting

RastaArtur admitiu que Moauba, adversário alemão por quem foi eliminado este sábado na Continental Cup na Paris Games Week, mostrou-se "muito forte" nos dois jogos dos oitavos-de-final da prova.

"Sabia que era um adversário muito forte, dos melhores jogadores alemães e também um dos melhores do Mundo. Tinha de fazer o meu jogo, infelizmente ele conseguiu marcar nos momentos-chave e acabei por andar sempre atrás do resultado. É um excelente jogador. Acho que me bati bem, com um bocadinho de sorte até podia ter marcado na última jogada do primeiro jogo e o segundo seria diferente", referiu em conversa com o Record Gaming.

Em todo o caso, o jogador do Sporting mostrou-se feliz pelo percurso realizado na competição: "O balanço é positivo. Não tive muita sorte no grupo, fiquei no grupo da morte. Mas é muto bom estar aqui. É a primeira vez que venho à Paris Games Week. Agora tenho já no próximo mês a Champions Cup que junta os 64 melhores clubes do Mundo".

Questionado sobre qual o segredo para um comum jogador de FIFA chegar a este patamar, RastaArtur foi conclusivo: "É treinar, é preciso muitas horas de prática. Trabalhei muito, já jogo há quase quatro anos. Demorei três a chegar aqui. Trabalho, treino e dedicação são fatores essenciais".

Por Luís Miroto Simões
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Record Gaming

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.