Kibiwott Kandie alcança quinto melhor tempo da história da 'meia' em Praga

Evento privado não atingiu os objetivos no plano masculino

Depois do máximo mundial feminino da meia maratona fixado minutos antes por Peres Jepchirchir, havia expectativa por aquilo que os homens seriam capazes de fazer na sua prova em Praga, mas a verdade é que o objetivo inicial de correr abaixo dos 58:30 não foi alcançado. Mesmo assim, o evento masculino do 'Prague 21.1 km – Ready for the Restart' não deixou de ser um sucesso, já que com os seus 58:38 minutos o queniano Kibiwott Kandie conseguiu entrar diretamente para o top-5 da história, apenas atrás de Geoffrey Kamworor (58:01), Zersenay Tadese (58:23), Samuel Wanjiru e Jemal Yimer (58:33).

Até agora com 58:58 minutos de recorde pessoal, conseguidos no arranque deste ano em Ras Al Khaimah, o atleta queniano confirmou o seu estatuto de mais forte no pelotão masculino, vencendo este evento privado realizado entre a RunCzech e a Adidas com uma vantagem de quase minuto e meio para Philemon Kimaiyo (59:56) e Benson Kipruto (1:00:06).

Um registo sensacional para o atleta de 24 anos, que ajudou a dar ainda mais brilho a esta privada peculiar organizada na capital checa, fazendo uso de um circuito com 1280 metros à volta do Parque Letna. Ao todo, os corredores tiveram de dar 16,5 voltas para completar a meia maratona, algo que tornou este desafio em algo ainda mais exigente, já que ao desgaste físico tinham também a juntar o mental. Tudo isto numa prova que serviu para a Adidas dar a conhecer de forma oficial a sua mais recente aposta, as Adizero Adios Pro.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Record Running

Notícias