Ninguém conseguiu acabar a Barkley Marathons

É vista como a prova mais exigente do Mundo e os números comprovam-no

Chama-se Barkley Marathons e é conhecida entre os corredores como sendo uma das provas mais duras do planeta. E os números confirmam-no, já que apenas 15 pessoas conseguiram terminá-la desde que se iniciou, em 1986.

Este ano foram 40 os aventureiros à partida e, tal como o habitual nos últimos anos... ninguém terminou. O reduzido número de atletas 'finishers' denuncia a dificuldade da prova e os dados sobre a mesma ajudam a explicar de forma clara o porquê de em 33 anos apenas dezena e meia de atletas terem conseguido acabá-la.

Se não vejamos: ao contrário do que o nome indica, a Barkley Marathons não se trata de uma maratona, mas sim uma prova de cem milhas (160 quilómetros, aproximadamente), corrida num circuito de cinco voltas - cada uma com 20 milhas (32,2 quilómetros) - em torno do Frozen Head State Park. E se a distância é logo um grande inimigo, o maior de todos é outro: a altimetria. É que esta prova tem um desnível total de 18,2 quilómetros, o equivalente a subir o Evereste... duas vezes.

Não parece complicado? Então juntemos outro inimigo: o cronómetro. É que para ser declarado 'finisher' um atleta tem de conseguir superar os tempos de corte e chegar à meta em menos de 60 horas. Ainda não chega para 'assustar'? Então, como cereja no topo do bolo, há que dizer que o percurso não está marcado (têm de se guiar pelo mapa fornecido pela organização) e que para completar cada volta os corredores têm de ir recolhendo folhas de livros estrategicamente colocadas e entregá-las a cada passagem.

No final da primeira volta já só sobravam 23 corredores, entre os quais o triatleta John Kelly, o último a conseguir terminar a exigente prova, em 2017. Kelly acabaria, ainda assim, por desistir na segunda volta, juntamente com outros 16 corredores.

Sobravam, então, apenas seis aventureiros para tentar a quarta volta. Apenas dois se lançaram para a luta - Karel Sabbe e Greig Hamilton -, mas rapidamente perceberam que o melhor era voltar para trás e dar por encerrada a sua aventura. Sabbe ainda aguentou algumas horas, mas viria a desistir no início da manhã.

De notar, por fim, que os atletas que cheguem ao final da terceira volta completam a chamada Fun Run (que de divertida não parece ter nada...). Foram eles Guillaume Calmettes, Greig Hamilton, Karel Sabbe, Tomokazu Ihara, Johan Steene e Jamil Coury...

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Record Running

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.