Açores vão receber a elite mundial do trail

Grande final do Golden Trail Championship corre-se no fim de semana

A carregar o vídeo ...
Maiores nomes do trail vão estar em luta nos Açores

O ano de 2020 obrigou a muitas mudanças de planos, mas houve um que se manteve apesar de tantas condicionantes que atletas e organizações sofreram. Os Açores vão mesmo ser palco de uma batalha de titãs com a presença dos melhores atletas de trail do fundo, na grande final das Golden Trail Series, que prometem ao longo de quatro dias - entre 29 de outubro e 1 de novembro - espectáculo garantido nas ilhas do Faial e do Pico. O formato será distinto do habitual, isto depois de vários meses de preparação algo condicionada, mas no final o espectáculo está mesmo garantido.

O arranque dar-se-á na quinta-feira, com um prólogo com início e final na Fábrica da Baleia. Serão apenas pouco mais de 3 quilómetros para aquecer os motores para a exigência que se seguirá, mas também para definir a ordem de partida, algo que poderá ser decisivo na luta pelo grande título.

Na sexta-feira, com partida do Porto do Salão, os atletas enfrentarão uma exigente jornada até ao Vulcão dos Capelinhos, com cerca de 26km e um desnível de 1069 metros. Na sexta-feia a ação continua no Faial, com nova etapa de cerca de 26 quilómetros entre Varadouro e Porto dos Cedros, mas agora com 1343 metros de desnível. No sábado será hora de rumar ao Pico, para a mais exigente e provavelmente decisiva etapa, com 32 quilómetros com 2364 metros de desnível positivo entre Madalena do Pico e Casa da Montanha. No domingo, para fechar e decidir o grande campeão, o pelotão volta ao Faial, para a etapa mais longa (36km, com 1453 metros de desnível), entre o Vulcão dos Capelinhos até Ribeirinho.

Eis as 4 etapas
Etapa 1 (29 de outubro): 26km/ D+ 1069m D- 1098m (Faial)
Etapa 2 (30 de outubro): 32km / D+ 1343m D- 1310m (Faial)
Etapa 3 (31 de outubro): 32km / D+ 2364m D- 1137m (Pico)
Etapa 4 (1 de novembro): 36km / D+ 1453m D- 1518m (Faial)

Pelotão de luxo

Mesmo com algumas baixas de peso, alguns por lesão e outros devido à situação de pandemia, o pelotão destes campeonatos será do melhor que alguma vez se viu em terras portuguesas. Na prova feminina, por exemplo, estarão presentes Maude Mathys (recordista no Sierre-Zinal e Pikes Peak) ou Ruth Croft (vencedora no Mont-Blanc Marathon de 2019 e vencedora destas GTWS em 2018), mas também Elisa Desco (segunda em Zegama no ano passado), Holly Page (segunda no Ring of Steall de 2019) ou Tove Alexandersson (dez vezes campeã mundial de Orientação e vencedora do Ring of Steall). Ausentes estarão outros nomes de realce, como Judith Wyder, que recentemente foi mãe, Silvia Rampazzo e Yngvild Kaspersen por razões pessoais ou Ainhoa Sanz devido a lesão.

Quanto aos homens, o grande destaque vai para o conceituado Jim Walmsley, que terá como grandes adversários David Magnini (vicecampeão no ano passado), Stian Angermund (campeão em 2018), Oriol Cardona (vencedor do Trail Cap de Creus deste ano), Bartlomiej Przedwojewski, Rémi Bonnet, entre outros. Quanto a baixas, o nome mais mediático é o de Kilian Jornet, o campeão em título, que por esta altura está focado no seu projeto de estrada. Além do catalão, não estarão nos Açores outros nomes importantes, como Marc Lauenstein, Nadir Maguet, Alexis Sevennec, Sage Canaday ou David Sinclair.

Muitos prémios para oferecer

Impossibilitada de levar para os trilhos grande parte das suas provas, a Golden Trail World Series decidiu reunir neste megaevento também um conjunto de prémios de elevado nível. Ao todo serão distribuídos 100 mil euros, divididos entre as mais variadas categorias.

Classificação geral:

1.º: 6500€
2.º ao 5.º: 5000€
6.º ao 10.º, 2500€
Melhor trepador (tempo acumulado nos segmentos de subida): 1000€
Melhor a descer (tempo acumulado nos segmentos de descida): 1000€
Melhor sprinter (tempo acumulado nos segmentos rápidos): 1000€

Prémios por etapas

Vencedor: 500€
Melhor trepador (tempo acumulado nos segmentos de subida): 500€
Melhor a descer (tempo acumulado nos segmentos de descida): 500€
Melhor sprinter (tempo acumulado nos segmentos rápidos): 500€

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Trail running

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.