Mitsubishi ASX: Renovação discreta

Protagonista de carreira relativamente interessante ao longo dos 7 anos que leva de existência no mercado, o Mitsubishi ASX foi alvo de renovação de modo a enfrentar com outros argumentos a luta numa categoria – os SUV compactos – com muitos e bem apetrechados rivais.

A lógica da marca agora sob controlo da Nissan passou por rejuvenescimento discreto, procurando melhorias no interior e na oferta de equipamento. Em termos práticos não houve qualquer revolução na estética exterior. A frente viu redefinidos alguns pormenores, mas o essencial manteve-se: ‘look’ discreto, linhas simples em automóvel que é praticamente do mesmo tamanho do Golf que está na página ao lado. A funcionalidade dos interiores foi reforçada – novos materais, maior ergonomia – e, tendência ‘oblige’, maior enfoque nos sistemas multimédia e navegação, com mais diálogo entre o carro e os smartphones.

O conjunto cumpre os desígnios-base desta categoria de veículos, nomeadamente através da posição de condução mais elevada e da existência de versão 4WD, e não desmerece a lógica familiar. Quer no espaço nos bancos traseiros, quer no volume da bagageira. Sucede apenas que as opções em termos de motorização acabam por não ser especialmente apelativas. É certo que os blocos 1.6 (gasolina e diesel) ajudam ao preço final, mas falta alguma garra, sobretudo na versão gasolina – servida por caixa manual de 5 velocidades. O maior trunfo acaba por ser mesmo o valor proposto pela Mitsubishi.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Motores

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.