Rummenigge: «Superliga não vai resolver problemas financeiros causados ​​pela Covid-19»

Presidente do Bayern Munique defende que a 'nova' Champions dá garantias

• Foto: Pedro Ferreira
;

O Bayern Munique é um dos 'tubarões' que se opõem à criação da Superliga europeia e o presidente dos bávaros, Karl-Heinz Rummenigge, garantiu esta segunda-feira que o clube "não participou" no planeamento da nova prova, além de considerar que "a Superliga não vai resolver os problemas financeiros dos clubes europeus causados pela Covid-19". 

"Todos os clubes da Europa devem trabalhar em solidariedade para garantir que a estrutura de custos, em particular os salários dos jogadores e os honorários dos consultores, sejam ajustados às receitas, a fim de tornar o futebol europeu mais racional", afirmou Rummenigge, ao site oficial do Bayern.

O dirigente acredita ainda que as novas configurações das provas da UEFA, nomeadamente a Champions, será capaz de corresponder às exigências dos clubes. "Estamos convencidos de que a atual situação do futebol garante uma base séria. O Bayern saúda as reformas da Liga dos Campeões porque acreditamos que são o passo certo para o desenvolvimento do futebol europeu. As alterações na ronda preliminar contribuirão para dar mais tensão e emoção à competição", justificou o líder máximo dos bávaros.

Por Record
1
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Superliga Europeia

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.