Número de pessoas investigadas pela morte de Maradona sobe para sete

TyC Sports diz que médica e enfermeiro faziam parte do grupo de WhatsApp de onde foram retiradas mensagens comprometedoras

• Foto: Reuters

Continua sem fim à vista a investigação em redor da morte de Diego Maradona. Esta terça-feira, a TyC Sports acrescenta mais dois nomes à lista de pessoas investigadas: Nancy Forlini e Mariano Perroni juntam-se agora ao neurocirurgião Leopoldo Luque, à psiquiatra Agustina Cosachov, ao psicólogo Carlos Daniel Díaz, e aos enfermeiros Dahiana Gisela Madrid e Ricardo Omar Almirón.

De acordo com aquela estação televisiva, a médica Nancy Forlini, que coordenava o internamento domiciliário de Maradona, e Mariano Perroni, coordenador dos enfermeiros, faziam parte do grupo de WhatsApp de onde foram retiradas mensagens comprometedoras que abordavam a forma como El Pibe estava em casa. Os dois já foram notificados e irão a tribunal na próxima quinta-feira.

Por Record
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.