CEO do Dortmund revela que Haaland esteve perto de Inglaterra: a história da transferência falhada

Exigências de Mino Raiola fizeram o negócio cair por terra

• Foto: Reuters
Hans-Joachim Watzke, CEO do Borussia Dortmund, revelou ao podcast '19:09 Talk' que Erling Haaland esteve prestes a assinar pelo Manchester United em janeiro de 2020, pouco antes de se mudar para a formação alemã.

O acordo pelo avançado norueguês, que representava o Salzburgo, acabou por cair por terra, segundo o 'Daily Mail', graças às exigências de Mino Raiola: o empresário italiano exigia comissões 'astronómicas' e estava relutante em adicionar uma cláusula de rescisão ao contrato de Haaland, algo que o Dortmund... conseguiu.

"Acabámos por conseguir dar-lhe uma cláusula de rescisão... de outra forma, tinha ido logo para o Manchester United", explicou Watzke.

O Manchester United, recorde-se, acabou por garantir, na altura, o empréstimo do nigeriano Ighalo, enquanto Haaland poderá estar neste momento a caminho dos grandes rivais dos red devils: o Manchester City.
Por Record
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Borussia Dortmund

Notícias

Notícias Mais Vistas