Jorge Jesus arrasa o vídeo-árbitro: «Esse senhor tem que ir para casa, vá de férias»

Treinador do Flamengo irritadíssimo com a arbitragem no encontro com o Atlético Paranaense

A carregar o vídeo ...
A conferência explosiva de Jorge Jesus após a vitória do Flamengo

Jorge Jesus arrasou por completo a prestação do vídeo árbitro no Atlético Paranaense-Flamengo (0-2). Isto numa partida em que o VAR reverteu um penálti a favor do líder do Brasileirão, entre outras decisões contestadas pelos jogadores do Mengão e pelo treinador português.

"Nós já vínhamos preparado para jogar contra o Atlético, mas não contra duas equipas, não vínhamos preparados para jogar contra o VAR. [Sobre o penálti] Quem toma estas decisões tem de ser penalizado. Toma uma decisão e depois vai para outro campo fazer outras asneiras. Nem sei que tomou esta decisão, mas esse senhor não pode mais andar no VAR. Tem que ir para casa, vá de férias. O árbitro tomou a decisão certa e depois foi influenciado pelo VAR. Não é só aqui nos jogos do Flamengo, quando um VAR não tem capacidade com todas as ferramentas que tem... É como todas as profissões, é para os melhores", disse Jesus na conferência pós-jogo.

"Sempre fui a favor do VAR, sempre. Acho que vem para ajudar o futebol. O protocolo é que tem que ser melhorado. Este ano não porque os campeonatos no mundo estão todos em andamento. Mas a UEFA, a FIFA, têm que ver a sua responsabilidade. Na minha opinião, fazer reuniões e convocar os treinadores para darem a opinião sobre o protocolo. Está muito confuso. Hoje o VAR é que está a apitar, não precisa do árbitro. O VAR não é para isso, é para melhorar as decisões do árbitro, não para decidir. Mas há muitos no VAR que confundem e prejudicam o árbitro", rematou.

Quatro minutos em suspenso: árbitro marcou penálti para o Flamengo mas VAR anulou

7
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.