E agora, Manchester City? Perguntas e respostas que ajudam a perceber as consequências da sanção

UEFA exclui o clube inglês das competições europeias por duas temporadas e adivinha-se um autêntico vendaval nos citizens

• Foto: Reuters

O Manchester City foi excluído pela UEFA das competições europeias nos próximos dois anos, por incumprimento do Fair Play Financeiro, e, embora o clube inglês tenha apresentado recurso da decisão, se ela se mantiver há muitas dúvidas que se levantam, como aponta o jornal 'As'.

Pode o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) anular a decisão?
Sim, pode. Os citizens anunciaram logo que vão recorrer da decisão da UEFA e o TAS deverá pronunciar-se sobre o assunto este verão. Se o veredicto não sair antes do arranque da Liga dos Campeões o clube pode pedir medidas cautelares, além de poder recorrer à justiça comum se a decisão do TAS não lhe for favorável. 

O Milan viu em 2018 o TAS reduzir de dois para um ano uma sanção semelhante que lhe foi imposta pela UEFA.

O City pode também ser punido pela Premier League?
Sim, pode. De acordo com o 'Independent', que cita fontes próximas do processo, o facto de ter violado as regras da UEFA representa também uma prevaricação a nível interno. Isto acontece porque qualquer clube tem o dever de fornecer informação verídica à Federação Inglesa de forma a receber uma licença para participar nas provas, sendo que essa informação terá de coincidir com aquela que foi entregue à UEFA, que considerou que existiram "irregularidades graves" no Fair Play Financeiro.

A conquista da Liga dos Campeões passará a ser o grande objetivo do clube esta temporada?
Com o Liverpool em 'fuga' na liderança da Premier League, é pouco provável que o City consiga renovar o título. Por isso, o mais certo é que Pep Guardiola centre as suas atenções na Liga dos Campeões, título que ainda não conquistou pelos citizens. O contrato do técnico catalão com o clube termina em 2021 e se a suspensão da UEFA avançar, esta poderá ser a sua última oportunidade de conquistar o título europeu pelo City.

Se o City ganhar a Champions, quem vai ao Mundial de clubes e à Supertaça Europeia?
Neste caso iria o finalista da Champions. Para a UEFA não deixaria, porém, de ser um duro revés se o campeão europeu não pudesse representar o organismo no Mundial de clubes...

Pode o Manchester City contratar jogadores durante o período da sanção?
Em teoria sim. Esta sanção não está relacionada com o desrespeito às normas das transferências internacionais, como aconteceu com o Chelsea, com o Barcelona ou com o próprio Manchester City noutra altura. Mas pode limitar a inscrição de jogadores.

Que acontecerá às finanças do clube?
Vão certamente sofrer um grande rombo. Só esta época o clube tem previsto receber entre 80 a 110 milhões de euros; se estiver dois anos sem participar na prova os cofres dos citizens vão garantidamente ressentir-se, além de poder também perder importantes patrocinadores.

Os craques da equipa vão debandar?
Sem o escaparate europeu vai ser difícil segurar alguns craques. O City em 19 jogadores que terminam contrato em 2022 ou antes, 9 do atual plantel e 10 que se encontram emprestados. Depois, estando fora da Champions, e perante o rombo financeiro (as receitas de bilheteira também sofreriam uma quebra significativa), teria necessariamente de vender alguns passes, além de, muito provavelmente ter de renegociar alguns salários...

5
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas