José Mourinho: «Sempre fui humilde, mas à minha maneira»

Técnico português deu a primeira conferência de imprensa como treinador do Tottenham

A carregar o vídeo ...
Mourinho foi questionado sobre frase polémica quando treinava o Chelsea e respondeu à altura

15h10 - Termina a conferência de imprensa.

- Esteve em contacto com o presidente do Real Madrid durante o período em que esteve sem trabalhar?
- "Tenho muitos amigos no Real Madrid. O primeiro é o presidente, ele adora-me e eu adoro-o. Sinto-me muito orgulhoso por deixar estas amizades pelos clubes por onde vou passado. Ontem recebi 50 mensagens de texto de pessoas do Manchester United. Isso é o mais importante depois das medalhas e dos troféus."

- O que pretende nos treinos?
- "Não se trata de mim, mas dos jogadores. E de tentar avançar até chegarmos a um ponto de estabilidade. Preciso de controlar a intensidade dos treinos para que eles sejam 'confortáveis' para os jogadores."

- Por que escolheu o Tottenham?
- "O potencial do clube é enorme. O projeto que o senhor Levy colocou à minha frente e a qualidade do plantel foram as principais razões que me levaram a aceitar este convite."

- Terá a derrota na final da Liga dos Campeões afetado a equipa?
- "Não sei porque eu nunca perdi uma final da Liga dos Campeões. Mas calculo que não deve ser fácil. Mas vejam o Liverpool. Num ano perde a Premier League por um ponto e a final da Champions. Na época seguinte volta mais forte na Premier League e ganha a Champions."

- O Tottenham pode ser campeão?
- "Não podemos ganhar a Premier League esta época. Na próxima época não digo que vamos ganhar, mas podemos ganhar."

- Chegou a dizer que nunca assinaria pelo Tottenham, que seria uma traição aos adeptos do Chelsea...
- "Sim, isso foi antes de eu ser despedido."

- Vamos ver o Tottenham jogar de outra forma?
- "Vai ser muito parecido com o que era. Claro que vou tentar acrescentar alguns pormenores que possam fazer a diferença. Progressivamente poderemos chegar a um estilo diferente. Mas tem de ser adaptado à cultura do clube e aos jogadores que cá estão."

- Que disse aos jogadores?
- "Disse-lhes que vim para cá por causa deles. Tentei comprar alguns deles quando estava noutros clubes e outros nem tentei porque sabia que seria muito difícil."

- Mourinho é questionado sobre o plantel do Tottenham e as 'prendas' (contratações) que pode vir a ter.
- "As melhores prendas são os jogadores que cá estão. Não preciso de jogadores novos, apenas preciso de conhecer melhor estes que cá estão. Eu conheço-os, mas nunca os poderei conhecer verdadeiramente sem encontrar-me, sem conversar com eles."

- Os jornalistas insistem na alegada falta de humildade do treinador português...
- "Eu era humilde, o problema é que vocês não entendiam isso. Sempre fui humilde, mas à minha maneira."

- É um homem de muitos clubes.
- "Penso que sou o Sr FC Porto, o Sr Real Madrid, entre outros clubes. Eu sou o clube que represento. Visto o pijama do meu clube e durmo com ele. Sou o homem de um clube, mas também sou de muitos clubes."

- O que é para si a felicidade?
- "Quando não ganho não sou feliz. Não posso mudar isso. Quem é feliz a perder jogos de futebol dificilmente será um vencedor em algum momento da sua carreira. Mas é importante ter controlo emocional e autoestima."

- Como foi estar quase um ano de fora?
- "Não sou ninguém para dar conselhos aos outros, mas esta pausa foi positiva para mim. O facto de não ter trabalhado no verão fez-me sentir um pouco perdido. Mas foi bom. Até aprendi como ser um comentador."

- Mourinho está mais humilde?
- "Eu sou humilde. Sou suficientemente humilde para analisar a minha carreira. Não apenas o último ano, mas os problemas e as soluções que tive. O princípio da minha análise foi não culpar ninguém."

- E como se sente?
- "Do ponto de vista emocional sinto-me tranquilo, motivado e preparado. Penso que os jogadores também sentiram isso nestes últimos dois dias. Estou preparado para os apoiar. Na vida passamos por fases destas e agora o que interessa são os jogadores e o clube."

- Sobre os erros que cometeu no passado.
- "Não vou cometer os mesmos erros, vou, isso sim, cometer novos erros. Não vou dizer-vos que estou em melhor forma, eu sempre estive em forma."

- Por que razão aceitou um convite a meio da época?
- "Eu tinha um feeling que ia para um grande clube a meio da época. Sabia que ia ficar numa situação em que teria apenas um ou dois dias antes do meu primeiro jogo. Não posso chegar aqui e pensar que isto é tudo sobre mim. É sobre os jogadores, sobre partir de uma base de sólida. Pensei nisto, mas também sei que eles estiveram nas mãos de um bom treinador e de um bom staff."

- Sobre a escolha que fez.
- "Acredito que fiz uma grande escolha. Numa escala de um a dez? Dez! Os resultados é que fazem estas decisões serem ou não acertadas. É um grande clube e sei que potencialmente tenho uma enorme tarefa em mãos." 

- E continua sobre Pochettino.
- "Ele vai voltar a encontrar a felicidade, vai encontrar um grande clube e terá um futuro brilhante pela frente."

- Como se sente como treinador do Tottenham?

- "Ando muito sorridente nos últimos dois dias. Por outro lado sinto-me um pouco triste pelo Mauricio [Pochettino]. Tenho de lhe dar os parabéns pelo trabalho que fez, este clube vai ser sempre a sua casa. Este centro de treinos vai ser sempre seu. A porta estará sempre aberta para ele."

- A conferência está marcada para as 14 horas, o treinador entra na sala às 14h06.

- Boa tarde, José Mourinho está neste momento a realizar a sua primeira conferência de imprensa no Tottenham, vamos acompanhar tudo em direto.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.