Presidente do Nápoles quer processar jogadores por danos à imagem do clube

Aurelio De Laurentiis não perdoa 'motim' e quer aplicar multas na ordem dos 50 por cento do salário

• Foto: Getty Images

A imprensa italiana noticia este domingo que Aurelio De Laurentiis, presidente do Nápoles, planeia aplicar pesadas multas aos jogadores por alegados danos à imagem do clube. Em causa está a recusa dos futebolistas e da equipa técnica em integrar um estágio forçado antes da paragem do campeonato para os compromissos das seleções. Uma espécie de castigo pelos maus resultados, que ninguém acatou.

Desde esse dia o Nápoles vive numa espécie de reclusão, os jogadores e a equipa técnica estão proibidos de proferir declarações à imprensa. E aparentemente não o podem fazer nem nas seleções. Eljif Elmas falou no âmbito dos trabalho da seleção da Macedónia e o Nápoles emitiu uma nota no Twitter, dando conta que o jogador será punido.

"O Nápoles confirma que Eljif Elmas falou à imprensa sem a autorização do clube durante o blackout. O Nápoles reserva-se ao direito de levar a cabo procedimentos contra o jogador", pode ler-se.

Esta declaração deixou os restantes jogadores e até mesmo os adeptos chocados, pois teme-se que o caos se instale no clube se a direção continuar a travar esta batalha com os jogadores.

O 'Tuttosport' garante que De Laurentiis está a analisar com os advogados em que moldes pode punir financeiramente os futebolistas. Há limites na lei - no máximo só pode reter 25 por cento do salário em multas - mas o líder do Nápoles quer ir até aos 50 por cento. 

O presidente considera que o 'motim' beliscou a imagem do clube interna e externamente e por isso quer que os jogadores paguem por isso.

Antevê-se um braço-de-ferro que pode acabar mesmo nos tribunais civis.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.