Rabiot recusa voltar a Itália por causa do ordenado e abre polémica na Juventus

Imprensa italiana diz que o médio está descontente com os cortes salariais

Na semana passada a Juventus regressou aos treinos no relvado com sessões individuais e opcionais enquanto aguarda autorização do governo italiano para retomar os trabalhos em grupo. Os atletas estrangeiros que deixaram Itália já regressaram ao país e, como no caso do português Cristiano Ronaldo, cumprem por estes dias um período de quarentena e vão trabalhando em casa antes de poderem juntar-se aos restantes colegas. Só que nem todos regressaram.

Depois de Higuaín, a imprensa italiana avança que Adrien Rabiot não quer voltar a Itália. O médio francês de 25 anos estava a cumprir a sua primeira temporada na Juve, viajou para a riviera francesa durante a pandemia e  recusa-se a voltar a Turim, pois estará descontente com os cortes salariais impostos ao plantel da vecchia signora, de acordo com 'La Stampa'. 

A publicação avança ainda que a própria mãe e agente do jogador, Veronique Rabiot, poderá estar a influenciar a atitude do internacional gaulês. Rabiot alinhou até ao momento em 23 jogos pela Juventus e não convenceu Sarri nem os responsáveis do clube, pelo que uma eventual transferência no final da época estaria a ser equacionada. Mas há quem acredite que é o próprio jogador quem está a forçar a saída.

Contudo, segundo o 'La Stampa', esta aparente recusa do médio em regressar a Itália está a deixar a Juventus "irritada" pela "falta de profissionalismo" e o clube da família Agnelli vai "exigir explicações" ao médio francês.

Por André Antunes Pereira
5
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas