'The Athletic' garante que Kyrie Irving não é anti-vacinas: «É uma batalha muito maior...»

Norte-americano estará indignado pelo facto de várias pessoas perderem empregos por recusarem imunização

• Foto: USA Today Sports

O debate relativo à vacinação contra a Covid-19 na NBA continua aceso e Kyrie Irving segue no centro das atenções. O jogador dos Brooklyn Nets já foi excluído dos treinos e jogos da equipa por se recusar a ser inoculado, mas parece disposto a manter a sua decisão que, segundo o 'The Athletic', está relacionada com uma luta "muito maior do que aquela que se trava dentro de campo".

"Ele não é anti-vacinas. A posição dele é a de quem está com raiva por haver pessoas a perder empregos devido à obrigação de serem vacinadas. Para Irving, tudo isto é uma batalha muito maior do que aquela que é travada em campo. Está a desafiar aquilo que considera um controlo da sociedade e do modo de vida das pessoas. Quer ser a voz de quem não tem voz", pode ler-se na publicação do site americano. 

O diretor-geral dos Nets, Sean Marks, já reagiu à polémica. "Kyrie fez uma escolha pessoal e respeitamos o seu direito individual, mas a escolha restringe a sua capacidade de ser um membro em tempo integral da equipa, e não permitiremos que nenhum membro da nossa equipa participe com disponibilidade em tempo parcial".

Recorde-se que o norte-americano já esteve envolvido em mais declarações polémicas quando, em 2017, ainda ao serviço dos Cavaliers, afirmou que a terra era plana.

Por Record
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de NBA

Notícias

Notícias Mais Vistas